“Fomos engolidos por um tsunami chamado Bolsonaro”. Foi com este discurso que o candidato do MDB ao governo do Estado, Mauro Mariani, reconheceu a derrota nas urnas. Ele era apontado pelas pesquisas como favorito a disputar o segundo turno, juntamente com Gelson Merisio (PSD), mas acabou ficando em terceiro lugar, com pouco mais de 826 mil votos.

Desde o início da apuração o clima era de aflição na casa da Comunicação do MDB, no bairro Bucarein, em Joinville. Foi de lá que Mariani e seus correligionários acompanharam o resultado das eleições. Conforme os números iam sendo divulgados um silêncio ensurdecedor e a tensão em frente a propriedade aumentavam.

Pouco antes das 20h o político, que também é presidente do MDB de Santa Catarina, deu coletiva de imprensa admitindo a derrota.

"Quero agradecer cada voto que o catarinense depositou em nosso projeto. Me orgulho da campanha que fizemos. Eu e o vice Napoleão Bernardes apresentamos um projeto de renovação, voltada para a busca da eficiência, mas fomos engolidos pelo tsunami no Brasil chamado Bolsonaro. Este fenômeno fez com que as pessoas não prestaram atenção nas campanhas estaduais”, disse o ex-deputado federal Mauro Mariani.

Mauro destacou também que “todos só falavam da campanha nacional que tinha um de seus candidatos preso e outro esfaqueado. A população queria uma mudança na política e isso fez com que os apoiadores desta onda Bolsonaro ganhassem projeções”. E salientou que esta foi sua última eleição.

“Não fico frustrado! Eu e o Napoleão Bernardes – vice na coligação - aceitamos bem o resultado. Estava pronto para ser governador e tinha dito que esta seria minha última eleição. Penso que minha experiência me ajudaria para isso. Mas eu estava pronto para tudo, do ponto de vista pessoal”, acrescentou.

O político diz que agora retomará uma nova fase em sua vida, dedicando-se a carreira de empresário e à família. Quanto ao apoio do partido no segundo turno ele diz que a decisão será tomada de forma colegiada nos próximos dias.

Quer receber as notícias no WhatsApp?