O ex-governador de Santa Catarina, Casildo Maldaner, foi velado durante a manhã e início da tarde desta terça-feira (18) no Plenário Osni Régis, do Palácio Barriga Verde, sede da Assembleia Legislativa catarinense e o seu corpo foi cremado, após cerimônia religiosa ocorrida no cemitério Jardim da Saudade, reservada a parentes e amigos mais próximos, no Bairro Monte Verde, em Florianópolis.

Casildo Maldaner morreu no início da madrugada desta terça, aos 79 anos, vítima de câncer. Ele estava internado Hospital da Caridade, na Capital, para tratamento da doença, e teve seu estado de saúde agravado nos últimos dias.

Ex-governadores Paulo Afonso e Eduardo Pinho Moreira prestaram suas homenagens | Foto Daniel Conzi/Agência AL

O velório reuniu familiares, amigos e adversários políticos, como o senador Esperidião Amin (PP) e a sua esposa, a deputada federal Angela Amin (PP), entre outros.

Os ex-governador Paulo Afonso Vieira e Eduardo Pinho Moreira, ambos do MDB, discursaram e prestaram homenagens ao homem que ocupou os cargos de vereador, deputado estadual, deputado federal, senador, vice-governador e governador.

Até mesmo adversários políticos, como o casal Amin, estiveram no velório | Foto Daniel Conzi/Agência AL

O governador Carlos Moisés da Silva (PSL) decretou luto oficial de 7 dias em Santa Catarina e destacou: “Um homem de trajetória política rica, que iniciou pela vereança, depois foi deputado estadual, federal, governador do estado e senador da República. Uma história de realizações e feitos em um grande partido, que é o MDB”.

Maldaner, deixa sua esposa, Ivone, os filhos Josaine, Jandrey e Janiara, além de cinco netos.