Os atuais deputados federais Esperidião Amin (PP) e Jorginho Melo (PR) serão os novos senadores de Santa Catarina a partir do dia 1º de janeiro de 2019 e pelos próximos oito anos. Os dois foram os mais votados na eleição deste domingo (07), que marcou também as derrotas do ex-governador Raimundo Colombo (PSD), quarto colocado nas urnas, e do atual senador Paulo Bauer (PSDB).

Esperidião Amin somou 1.226.046 votos (18,77%) e terminou na primeira colocação, Jorginho Melo ficou em segundo com 1.179.750 (18,07%). O candidato do PR teve apoio a militância do PMDB, já que a ex-primeira dama, Ivete Silveira, viúva do ex-governador Luiz Henrique Silveira. Além disso, Jorginho também se aproveitou da onda Bolsonaro.

Jorginho Melo, que votou em Herval d'Oeste, ficou na segunda posição na disputa ao Senado | Foto Divulgação

Em terceiro lugar ficou o dentista de Tubarão, Lucas Esmeraldino (PSL), que surfou a onda de Jair Bolsonaro (PSL) e alcançou a marca de 1.161.662 votos. Lucas foi a grande surpresa desta eleição e travou duelo voto a voto com Jorginho Melo.

Os maiores derrotados foram o ex-governador Raimundo Colombo (PSD) e o atual senador Pauo Bauer (PSDB). Apesar de aparecer entre os primeiros nas pesquisas antes do pleito, Colombo ficou em quinto com 999.025 votos. Bauer deixa o senado após somar 802.031 votos.

A ex-senadora Ideli Salvatti (PT) também decepcionou e ficou na sexta posição com 336.449 votos.

Por fim, fecharam a lista 7º) Lédio Rosa (PT), com 327.226 votos; 8º) Roberto Salum (PMN), 246.686 votos; 9°) Miriam Prochnow (Rede), 84.486 votos; 10º) Professor Pedro Cabral (PSOL),  63.523; 11º) Professor Antônio (PSOL), 51.191; 12º) Diego Mezzogiorno (Rede), 38.4670 e 13º) Ricardo Lauter (PSTU), com 13.845 votos.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?