A sexta-feira (19) foi bastante movimentada no setor político, em Joinville. A vinda do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, à cidade trouxe também senadores e deputados estaduais e federais. Por aqui, Mandetta participou da inauguração da UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) Boehmerwald, pela manhã. Depois ele ainda fez uma visita técnica ao Centrinho e ao Hospital Municipal São José.

No hospital, o ministro aproveitou a oportunidade para anunciar mais investimentos federais na área da saúde para Joinville. Segundo ele, o Governo Bolsonaro aceitou da proposta do município para a compra de dois aceleradores lineares para o Hospital São José. O investimento será de R$ 13 milhões, financiado por meio do Fundo Nacional de Saúde.

Os equipamentos de alta tecnologia emitem a radiação utilizada em diversos tratamentos para combater o câncer. Também serão adquiridos computadores, condicionadores de ar, camas hospitalares, aparelhos de Raio-X e outros mobiliários e utensílios hospitalares.

O senador Jorginho Melo, acompanhado da suplente Ivete Silveira, viúva de Luiz Henrique da Silveira, anunciou um compromisso de emenda no valor de R$ 2 milhões em investimentos na área da saúde de Joinville.

O ministro da Saúde falou sobre a expectativa com as novas tecnologias na área da saúde e o desenvolvimento de medicamentos e tratamentos para doenças como a AME (Atrofia Muscular Espinhal), o Alzheimer e o câncer.

“Nada disso será possível se nós não tivermos uma boa atenção primária. Unidades como esta que contemplam a atividade física são fundamentais. O Brasil é o país mais sedentário do mundo”, disse.

Nova UBSF Boehmerwald

Nova unidade tem a estimativa de atender 20 mil usuários | Foto Jackson Zanco

A nova unidade fica na rua Universidade, 355, no bairro Boehmerwald. O investimento na construção de 744,80 m² foi de R$ 2.058.565,00, sendo R$ 1.650.565,00 do município e R$ 408.000,00 do governo federal.

A nova unidade substitui dois pontos de atendimento de saúde da região, nos quais se reuniam três UBSs – Boehmerwald 1 e 2 e Itinga Continental – e tem a estimativa de atender 20 mil usuários.

O prefeito Udo Döhler falou sobre a atenção que o ministro Mandetta deu a Joinville durante sua visita a Brasília e anunciou a construção de novas unidades de saúde.

“Em breve, entregaremos mais quatro unidades de saúde do tamanho desta. Estamos concluindo um projeto maior que é o nosso Parque da Saúde, que vai abrigar, além de um espaço de recreação, também um horto medicinal, uma horta comunitária, um orquidário, um bosque, uma área de caminhada, uma academia da melhor idade”, concluiu.

Para Jean Rodrigues da Silva, secretário da Saúde, unir as características de uma praça ao segmento da saúde é inovador em Santa Catarina.

“Nosso desejo é entregar mais do que medicamentos, mas um espaço que é da família, para que interajam com a equipe de saúde da família. É o auge de um projeto de um olhar diferenciado da saúde pra nossa população”, destacou o secretário.

O ministro Mandetta destacou também a importância da ação das UBSs na prevenção de problemas de saúde e a necessidade de aproximação entre os profissionais de educação física com as equipes das unidades.

*Windson Prado com informações da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Joinville

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger