A maioria dos eleitores de Jaraguá do Sul tem mais tempo de estudo que o eleitorado brasileiro e catarinense. Enquanto a maior parte dos eleitores jaraguaenses têm ensino médio completo (33,2%), a maioria no país e no estado possui o ensino fundamental incompleto: são 26,3% em Santa Catarina e 25,8% no total do país.

Este é um dos dados positivos em relação ao perfil do eleitorado divulgados pela Justiça Eleitoral nesta quarta-feira (1º).

Ele mostra que a evolução do número de eleitores em Jaraguá do Sul teve o comportamento inverso ao registrado no país e em Santa Catarina: enquanto o eleitorado brasileiro e o catarinense cresceram entre 2014 e 2018, o número de eleitores de Jaraguá do Sul diminuiu, no mesmo período avaliado.

Em 2014, havia cerca de 110,5 mil eleitores no município, número que caiu para 109,3 mil neste ano, após a revisão do eleitorado, uma queda de 1,1%.

Já em relação ao número total, em Santa Catarina os eleitores somaram mais de cinco milhões em 2018, registrando um aumento de 4,3% a mais que em 2014, quando o eleitorado era de cerca de 4,8 milhões. Já o crescimento no país foi menor, de 2,9%, passando de 142,8 milhões há quatro anos para 147 milhões em 2018.

Em relação ao gênero, o perfil do eleitorado jaraguaense acompanha o nacional e estadual, em que a maioria dos eleitores é do gênero feminino.

Em Jaraguá do Sul, as mulheres também são maioria entre o eleitorado que tem ensino superior completo: do total de 22.377 eleitores com ensino superior completo, 55,4% são mulheres, enquanto o percentual entre os homens é de 44,6%.

No quesito faixa etária o perfil local também segue a tendência do cenário do país e do estado. A maioria dos eleitores em Jaraguá do Sul tem entre 25 a 39 anos, mesmo perfil do eleitorado brasileiro e catarinense.

Em 2014, o município tinha cinco eleitores com idade acima de 100 anos, de acordo com os dados da Justiça Eleitoral. Neste ano, não há nenhum eleitor registrado. No país, são mais de 39 mil eleitores acima dos 100 anos, em 2018. Destes, 647 votam em Santa Catarina.

Novidades

Neste ano, a Justiça Eleitoral também contabilizou o número de eleitores que possuem alguma deficiência. Em Jaraguá do Sul, são 509 eleitores, cerca de 0,5% do total do eleitorado. No país e no estado, os percentuais são bastante próximos: 0,5% no cenário nacional e 0,4% no catarinense.

No município, a maioria possui deficiência de locomoção, cerca de 46% do total. Os eleitores com deficiência visual representam 20,9% e os com deficiência auditiva são cerca de 6%.

Relacionando as deficiências com a faixa etária, os dados mostram que a maioria dos eleitores com deficiência de locomoção possuem entre 64 a 70 anos de idade.

Outra novidade da Justiça Eleitoral neste ano foi permitir o uso do nome social para a população transexual e travesti, assim como a atualização da identidade de gênero.

Segundo os dados contabilizados, no país são mais de 6,2 mil eleitores que aderiram ao direito do nome social no título de eleitor. Destes, 182 estão no cadastro de eleitores de Santa Catarina e cinco no de Jaraguá do Sul.

Quer receber as notícias no WhatsApp?