Em Santa Catarina há 5.489.658 eleitores e eleitoras que irão às urnas escolher os representantes para Presidência da República, Governo do Estado, Senado Federal, Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa. Somente nos municípios da região, há 192.730 pessoas aptas a votar, sendo 122.232 em Jaraguá do Sul, 32.165 em Guaramirim, 13.827 em Schroeder, 13.038 em Massaranduba e 11.468 em Corupá.

Acompanhe a seguir, orientações importantes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) para o bom andamento das eleições neste primeiro turno:

Dia e horário da votação

O 1º turno das eleições acontece neste domingo, 2 de outubro, das 8h às 17h, de forma unificada em todo país, tendo como referência o horário de Brasília. O segundo turno, se houver, será realizado em 30 de outubro, com horário de votação também entre 8h e 17h.

Documentos necessários para votar

Na seção eleitoral, quem não tiver o e-Título deverá apresentar, junto com o título de papel, um documento de identificação com foto, que pode ser: carteira de identidade (RG), carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação, passaporte, carteira de categoria profissional reconhecida por lei ou certificado de reservista.

Quem já tiver feito o cadastro biométrico, pode apresentar somente o e-Título ao mesário na hora de votar, já que o aplicativo mostra a foto da eleitora ou eleitor. A vantagem de utilizar o e-Título é que ele informa o local e a sessão de votação do eleitor, permite que o cidadão consulte a sua situação eleitoral e facilita a justificativa da ausência às urnas.

O download do e-Título é gratuito, basta acessar as lojas on-line Google Play e App Store no seu smartphone ou tablet. Porém, o prazo para isso é 1º de outubro, este sábado, véspera do pleito. No dia da eleição, não será possível fazer o cadastramento do app.

Local de votação deve ser conferido com antecedência

Para evitar eventuais transtornos, a consulta ao local de votação deve ser feita antecipadamente. Como vem sendo amplamente divulgado, quem tem o cadastro biométrico pode fazer a consulta no próprio app e-Título.

Já quem não possui o aplicativo, pode ligar para o Disque-Eleitor (0800 647 3888), utilizar o Tira-Dúvidas do TSE no WhatsApp (55 61 9637 1078) ou consultar o site do TRE-SC.

Jaraguá do Sul terá dois locais para voto em trânsito

Colégio Marista São Luís, no Centro de Jaraguá do Sul, é um dos locais para quem vai votar em trânsito | Foto: Divulgação

Os eleitores ausentes do seu domicílio eleitoral no 1º, 2º ou ambos os turnos, poderão votar em qualquer capital ou nos municípios com mais de 100 mil eleitores, desde que tenham solicitado o pedido de transferência temporária para votar em trânsito até a data de encerramento do prazo, em 18 de agosto.

Segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Jaraguá do Sul recebeu 698 requerimentos de pessoas de fora que querem votar em trânsito no município. Na cidade haverá dois locais onde esses eleitores poderão votar: Colégio Marista São Luís, no Centro, e Escola Rodolpho Dornbusch, na Vila Lalau.

Quem é de Santa Catarina poderá votar nos cinco candidatos (presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual), mas quem é de outros estados, somente para presidente da República.

Mudanças nos locais de votação em Guaramirim e Massaranduba

O técnico judiciário do Cartório Eleitoral de Guaramirim, Cristian Zanghelini, informa que nas eleições deste ano há mudanças em diversos locais de votação no município e em Massaranduba. Confira:

Em Guaramirim, os eleitores que votavam na Escola Municipal Jacu-Açu votarão na Escola São José; quem votava no Salão da Igreja Católica do Poço Grande votará na Escola Municipal Quati; e os eleitores das seções 152 e 156, que votavam na Escola Prefeito Lauro Zimmermann, votarão na Escola e Pré-Escola Urbano Teixeira da Fonseca.

Em Massaranduba, os eleitores que votavam no Salão da Igreja Nossa Senhora Aparecida votarão na Escola Padre Bruno Linden; quem votava no Salão da Igreja Nossa Senhora das Dores, Salão da Igreja Sagrada Família e no Salão da Igreja Nossa Senhora da Saúde votarão na Escola Alto Luís Alves; eleitores que votavam no Salão da Igreja Santo Antônio, Salão da Igreja Santa Luzia e na Sociedade Esportiva Recreativa Rui Barbosa votarão no Posto de Saúde – UBS Danilo de Toffol.

Pessoas com prioridade para votar

Portadores de deficiência ou com mobilidade reduzida, portadores de Transtorno do Espectro Autista e seus acompanhantes, enfermos, obesos, mulheres grávidas, lactantes e pessoas com criança de colo, maiores de 60 anos, candidatos, juízes eleitorais e seus auxiliares, servidores da Justiça Eleitoral, promotores eleitorais e policiais militares em serviço têm prioridade na hora de votar.

Esta preferência respeitará a ordem de chegada à fila de votação, com exceção das pessoas maiores de 80 anos, que terão preferência sobre as demais independentemente do momento de sua chegada à seção eleitoral.

Confira a ordem de votação:

Nas eleições deste domingo, 2 de outubro, estão em disputa cinco cargos eletivos, que devem ser escolhidos nesta ordem:

- Deputada ou deputado federal (quatro dígitos)
- Deputada ou deputado estadual (cinco dígitos)
- Senadora ou senador (três dígitos)
- Governadora ou governador (dois dígitos)
- Presidente da República (dois dígitos).

Após digitar o número de cada um dos escolhidos no teclado e conferir a foto na tela da urna, a eleitora ou o eleitor vai precisar confirmar o voto. Caso digite algum número errado e a foto não corresponda ao escolhido, a pessoa pode apertar a tecla Corrige, digitar corretamente o número, conferir a foto e confirmar o voto.

Atenção: depois de confirmar o voto, não existe possibilidade de voltar atrás. Isso porque aquele voto já terá sido computado pela urna eletrônica.

Justiça Eleitoral aconselha uso de "cola" na hora da votação

"Na hora de votar é preciso tomar muito cuidado para não se confundir", alerta o chefe de cartório da 17ª Zona Eleitoral de Jaraguá do Sul, Eduardo Arbigaus. "É por isso que a Justiça Eleitoral incentiva a eleitora e o eleitor a levar para a cabine de votação a chamada colinha eleitoral, com os números das candidatas e candidatos escolhidos", informa. O uso da cola no dia da eleição também torna mais rápida a digitação dos números na urna eletrônica e contribui para reduzir as filas de votação.

Arbigaus esclarece que o que não é permitido no dia eleição é a distribuição da colinha pelos candidatos ou seus correligionários, lembrando que a colinha deve ser em um pedaço de papel, pois o uso de celular é proibido na hora da votação. Não obedecer esta orientação é crime eleitoral.

Um folheto com espaço para preencher a identificação dos candidatos está disponível para impressão na página do TSE. O Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) oferece um arquivo pronto para impressão, na aba Eleições 2022. Basta fazer o download, imprimir, e anotar o número com os quais as candidatas e candidatos serão identificados na urna.

Armas estão proibidas

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu no último dia 29, por unanimidade, proibir o transporte de armas e munições por colecionadores, atiradores e caçadores (CAC’s) no dia das eleições, assim como nos dias anterior e posterior à votação. Pelo texto aprovado, “o descumprimento da referida proibição acarretará a prisão em flagrante por porte ilegal de arma”.

Outras proibições que devem ser observadas

É proibida a aglomeração de pessoas com vestuário padronizado; manifestação coletiva utilizando bandeiras, broches, adesivos ou materiais que configurem propaganda eleitoral; uso de alto-falantes e amplificadores de som; realização de comício ou carreata; propaganda boca de urna e divulgação de qualquer tipo de propaganda de partido ou candidato, como, por exemplo, o derramamento de santinhos.

É permitido aos eleitores a manifestação individual e silenciosa por meio de camisetas, bandeiras, broches, emblemas e adesivos.