Servidor público há 21 anos, líder comunitário do Bairro Rio Molha e ex-vereador de Jaraguá do Sul, onde reside há 33 anos, Marcelindo Gruner (PTB), 50, é natural de Piçarras. Formado como Técnico Agrícola, também possui graduação em Ciências Contábeis e pós-graduação em Gestão de Custos. Nas eleições deste ano, concorre a deputado estadual. Confira a entrevista:

Por que o senhor decidiu concorrer a deputado estadual nas eleições deste ano?

Venho me preparando para essa missão há algum tempo. Acredito que devemos participar mais da política se quisermos mudanças, pois elas começam por nós. Minha candidatura a deputado estadual é uma forma de contribuir com a nossa sociedade, de participar e fazer a coisa certa.

Caso eleito, quais serão as prioridades do seu mandato?

Atuaremos em todas as frentes para as quais formos convocados. Mas, claro, existem algumas prioridades maiores, como a área da saúde, por exemplo. É preciso reduzir as filas para consultas com especialistas, para a realização de cirurgias eletivas e exames de alta complexidade, além de ampliar a lista de medicamentos oferecidos pelo Sistema Único de Saúde. Na área da educação, quero trabalhar pela implantação do Ensino Médio Profissionalizante para preparar os nossos jovens para o mercado de trabalho. Na segurança pública, vou cobrar o aumento de efetivo e investimentos em capacitação e novas tecnologia. Também terei uma atuação forte com relação à causa animal, valorizando as ONGs e propondo políticas públicas voltadas para a proteção dos animais e prevenção aos maus-tratos.

Foto: Divulgação

O que o senhor considera que seja atualmente a principal demanda do Estado e de que forma, se eleito, poderá contribuir para a sua resolução?

Nosso Estado tem vários problemas estruturais, mas os maiores estão relacionados à saúde e à infraestrutura viária. Para o setor de saúde, vou cobrar dos governantes estadual e federal os repasses de recursos para realização das consultas especializadas, exames de alta complexidade e cirurgias eletivas, além de destinar minhas emendas parlamentares para contribuir para a resolução dessas demandas. A infraestrutura viária em Santa Catarina, inclusive na nossa região, está um caos, por isso vou focar esforços para revitalizar a SC-108, concluir a SC-110 e para melhorar muitas outras rodovias abandonadas pelo Estado. Dinheiro para isso tem, basta que seja aplicado corretamente.

Para encerrar, qual seria sua mensagem aos eleitores?

Sou uma liderança comunitária do Rio Molha e faço um desafio a você, eleitor que ainda não me conhece, para que vá até ao meu bairro e pergunte quem eu sou, se não me abonarem não vote em mim, e se me abonarem conto com você! Vou para a Assembleia Legislativa de Santa Catarina fazer a coisa certa, sem promessas e sem enganações, mas com muito trabalho.