Faltando pouco mais de um mês para as eleições gerais de 2018, a Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (Acijs) começou nesta segunda-feira (3) uma agenda de plenárias da entidade que contará com a participação de candidatos, para apresentação de suas propostas.

A agenda segue durante o mês de setembro e outubro. Nesta primeira plenária especial das eleições, os convidados foram os candidatos à Assembleia Legislativa (Alesc) Dieter Janssen (PP) e Vicente Caropreso (PSDB).

Dieter Janssen (PP)

Concorrendo pela terceira vez ao cargo de deputado estadual, Dieter Janssen buscou destacar aos empresários e demais participantes da reunião que tem como principal objetivo buscar apoio para a região de Jaraguá do Sul, além de contribuir para o enxugamento do Estado, tornando-o mais eficiente.

Focando no que acredita poder contribuir, como deputado estadual, Janssen cita áreas prioritárias de Jaraguá do Sul. Além da situação da BR-280, ele aponta a saúde, propondo apoio aos hospitais e mais eficiência às estruturas do estado; educação, principalmente visando à escola de ensino integral, e a segurança pública, defendendo investimento em inteligência.

“Mas o foco principal é o de atuar em cima do que trabalhei como vereador e prefeito de Jaraguá do Sul, buscando enxugar o Estado e torná-lo mais eficiente”, reforça o candidato, citando, por exemplo, que é favorável à privatização da Casan, que considera deficitária.

O orçamento estadual para 2019 é um tema que também o preocupa, diz Janssen, citando o déficit projetado de R$ 3 bilhões no orçamento, o que demonstra a necessidade de enxugar e rever a estrutura do Estado, afirma o pepista, que defende a revisão das estruturas em relação às Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs).

Janssen salienta que pretende ajudar o futuro governador eleito a enxugar a máquina pública e economizar, oferecendo apoio no Legislativo que o pepista diz não ter encontrado em alguns momentos na Câmara de Vereadores, como prefeito.

Vicente Caropreso (PSDB)

Encarando a eleição como um desafio, o concorrente Vicente Caropreso, que atualmente ocupa o cargo na Alesc, afirma que busca a reeleição como forma de superação.

Caropreso diz que com a reeleição busca melhorar a realidade social, contando com sua experiência política, como vereador em Jaraguá do Sul, deputado federal e deputado estadual.

“É poder, com a minha experiência de vida, como médico, como cidadão, como detentor desse currículo importante de títulos conquistados na urna transformar isso em coisa boa para a comunidade”, declara.

A respeito de medidas que poderiam ser implementadas logo no início do ano para o desenvolvimento da economia local, o tucano cita a situação da BR-280.

O candidato criticou o anúncio, no ano passado, pelo então governador Raimundo Colombo (PSD), das obras de construção do elevado em Guaramirim, ligando o trecho estadualizado da BR-280 à SC-108, em direção à Massaranduba. No entanto, passados cerca de um ano, nada aconteceu, afirma.

Outra medida citada para potencializar o desenvolvimento é a proteção social à infância e à juventude, através da educação em tempo integral.

Para o candidato, a escola, apoiada pelo ensino em tempo integral, tem o potencial de retirar crianças e adolescentes da possibilidade de entrar em “descaminhos”, fortalecendo as famílias e também a sociedade.

Ele defende que, em vez de prever prisões e sistemas de medidas socioeducativas, que sejam melhoradas as condições para essas crianças e adolescentes.

Acijs  lança campanha "Eu Voto"

Na plenária desta segunda-feira (3), a Acijs também fez o lançamento da campanha “Eu Voto”, focando nas eleições deste ano. O objetivo é motivar o eleitor a comparecer às urnas para o voto nas eleições de outubro, visando aumentar a representatividade política da região.

A estratégia da campanha e as peças foram desenvolvidas pelas agências CMC, Oodles, KWB e Woop, que fazem parte do Núcleo de Marketing e Comunicação ACIJS-APEVI. A campanha foi apresentada por Silene Wolf, da Woop Comunicação.

“A campanha veio da necessidade de maior engajamento dos eleitores, desmotivados pelos casos e denúncias de corrupção no país”, afirma Silene. Usando bastante referências às redes sociais, Silene destaca que a intenção foi chamar atenção para importância do voto como principal ferramenta para a mudança.

A campanha lembra que brigas políticas nas redes sociais não tem o poder e provocar a mudança desejada pelo eleitorados, cabendo esse poder ao voto. Outro aspecto da campanha aborda as fake news, ressaltando a importância de não disseminação de informações que não tenham sido verificadas ou confirmadas.

Quer receber as notícias no WhatsApp?