A taxa de desemprego no País subiu para 12,2% no primeiro trimestre deste ano, uma alta de 1,3 ponto percentual (p.p) na comparação com o último trimestre de 2019 chegando a 12,9 milhões de pessoas.

Segundo a pesquisa divulgada quinta-feira (30) pelo IBGE, 1,2 milhão de pessoas ficaram sem trabalho no primeiro trimestre deste ano e agora buscam por uma recolocação no mercado de trabalho.

Ainda de acordo com a pesquisa, o total de pessoas fora da força de trabalho subiu para 67,3 milhões, batendo novo recorde desde 2012.

O IBGE também apontou que houve perdas nos postos de trabalho nas seguintes atividades: indústria (-2,6%), construção (-6,5%), comércio e reparação de veículos (-3,5%), alojamento e alimentação (-5,4%), outros serviços (-4,1%) e serviços domésticos (-5,9%).

Segundo a analista da pesquisa Adriana Beringuy, ainda não foi computado o impacto do coronavírus, já que as medidas de isolamento social, provocadas pela pandemia do novo coronavírus, refletiram na taxa de desemprego do trimestre fechado em março. Isto porque a maioria dos estados decretou o isolamento a partir da segunda quinzena de março.

Setor público apresentou alta

Segundo a pesquisa do IBGE, no primeiro trimestre deste ano, as contratações no setor público aumentaram em 2,6% ou seja 290 mil contratados a mais este ano em relação ao mesmo trimestre de 2019. Atualmente a categoria do funcionalismo chega 11,7 milhões incluindo os servidores estatutários e militares.

 

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul