Os deputados do PSL Loester Trutis (MS) e Bibo Nunes (RS) estão oferecendo recompensas no valor de R$ 100 mil cada por informações que levem ao suposto mandante do atentado cometido há um ano contra Jair Bolsonaro.

“Vamos oferecer uma recompensa de R$ 100 mil para informações que levem à prisão e à condenação do mandante, porque eu acredito que exista uma ajuda externa para o Adelio. Algumas questões não foram esclarecidas”, afirma Trutis em vídeo

O presidente foi esfaqueado em setembro do ano passado, em Juiz de Fora (MG), por Adélio Bispo de Oliveira, que está preso desde então. Segundo as investigações da Polícia Federal, Bispo agiu sozinho, o que não convence os apoiadores de Bolsonaro.

Ele diz que confia no trabalho da PF. "Mas também tenho o direito de achar que alguém mandou matar", declarou Nunes.

De acordo com Trutis, empresários têm entrado em contato com ele oferecendo ainda mais dinheiro. "Queremos chegar a uma recompensa de R$ 500 mil”, diz ele.

Confira o vídeo

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger