Na última quarta-feira (17), na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, dois deputados estaduais apresentaram um projeto de lei (PL), no qual querem proibir os testes e instalações da tecnologia 5G no estado.

Para a criação do documento, Marcius Machado (PR) e Nilso Berlanda (PR), se basearam em um vídeo postado no YouTube, que diz que as redes de quinta geração trariam prejuízos para a saúde da população e ainda a morte das abelhas.

 

 

O PL defende ainda uma multa de 100 mil reais para aqueles que infringirem a proibição. E em caso de reincidência, o valor será dobrado.

O video, base para a criação do documento, fala sobre um caso ocorrido no final de 2018 em uma cidade holandesa, em que centenas de pássaros teriam morrido por causa de testes de 5G.

No entanto, o site de fact checking, Snopes, verificou que as informações não eram verdadeiras, ou seja, não passava de fake news.

As mortes aconteceram de fato, porém, não foram na mesma época dos testes, que aconteceram em junho de 2018, enquanto as mortes ocorreram em outubro.

Quanto a morte das abelhas, os deputados atribuem uma suposta frase de Albert Einstein: “se as abelhas desaparecerem da face da terra, a humanidade terá apenas quatro anos de existência”.

Não há confirmações de que essa frase seja realmente do físico e nem indícios de que a extinção das abelhas possa acontecer por conta de sinal de rede 5G.

Fonte: Olhar Digital

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger