O deputado Kennedy Nunes (PSD) terá o prazo de 10 dias, contados a partir desta segunda-feira (28), para apresentar seu parecer pela admissibilidade ou não da denúncia contra o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) e a vice Daniela Reinehr (sem partido) no caso do reajuste salarial dos procuradores do Estado.

Ele terá até 7 de outubro para apresentar o parecer e a expectativa é que o relatório seja votado pelos julgadores na segunda quinzena de outubro.

“Nosso relatório será sempre com base nos fatos, com base no que diz a lei”, afirmou o deputado. “Peço a Deus que me dê tranquilidade para que possa ser o mais justo possível, dentro da legalidade, naquilo que vamos apresentar não só para os julgadores, mas para toda a sociedade catarinense”, completou o deputado Kennedy Nunes.

O nome dele foi sorteado durante a sessão de instalação do Tribunal Especial de Julgamento, realizada na sexta-feira (25), na Assembleia Legislativa.

Durante a sessão, ficou estabelecido que as reuniões do tribunal serão às sextas-feiras, no Plenário da Assembleia Legislativa.

 

Quem compõe o tribunal

Presidente

  • Desembargador Ricardo Roesler, presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC).

Os 5 deputados

  • Luiz Fernando Vampiro (MDB)
  • Kenedy Nunes (PSD)
  • Mauricio Eskudlark (PL)
  • Sargento Lima (PSL)
  • Laercio Schuster (PSB)

Os 5 desembargadores

  • Cláudia Lambert de Faria
  • Rubens Schulz
  • Sérgio Antônio Rizelo
  • Carlos Alberto Civinski
  • Luiz Felipe Siegert Schuch

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp