O deputado estadual Sargento Lima (PSL) apresentou projeto de lei propondo que os centros de educação infantil, escolas e creches particulares sejam considerados essenciais, o que permitiria a reabertura destes estabelecimentos ainda durante o estado de calamidade e pandemia.

Ele citou que, nesse período, as crianças estão sendo deixadas em creches clandestinas ou na casa dos avôs, que são grupo de risco para a Covid-19.

Lima expôs levantamento feito pela Ajorpreme (Associação de Joinville e Região da Pequena e Média Empresa) de que apenas no município são mais de 500 professores desempregados.

“Ou seja, escolas credenciadas não podem trabalhar, mas estão sendo substituídas por creches clandestinas”, acentuou.

Conforme o projeto, caberá à Secretaria de Estado da Saúde estabelecer as medidas sanitárias de segurança para que o ensino infantil seja retomado.

Deputado Sargento Lima (PSL) / Foto: Alesc

Em apoio à proposta de Sargento Lima, o deputado Kennedy Nunes (PSD) enfatizou o número de professores desempregados e ressaltou que mais da metade dos 500 está no ensino infantil.

Já o deputado Maurício Eskudlark (PL) destacou que também é favorável à reabertura, mantendo-se a cautela necessária.

Leia também >>>

Mobilização iniciada em Criciúma clama pelo não retorno das aulas presenciais em meio à pandemia


Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul