Após vistoria técnica e análises do solo, a Defesa Civil de Guaramirim decidiu nesta sexta-feira (6) desinterditar 50 casas na Vila Freitas. As casas haviam sido interditadas depois do deslizamento de terra que ocorreu no dia 18 de fevereiro no km 34 da SC-108, em Guaramirim. Ainda restam oito imóveis que não foram liberados, além de dez casas que foram totalmente destruídas pelo deslizamento.

"A gente ainda vai confeccionar os laudos. Somente na segunda-feira (9) vamos entregá-los às famílias e, de fato, as casas estarão desinterditadas", informou o diretor da Defesa Civil de Guaramirim Ezequiel de Souza.

De acordo com Ezequiel, parte das famílias que tiveram suas casas destruídas será encaminhada para o Programa Minha Casa, Minha Vida. Para isso, está sendo feita a análise das renda dessas pessoas e consultado o interesse em participarem do programa.

"Serão entregues 125 apartamentos do Minha Casa, Minha Vida em outubro e mais 125 em novembro, em Guaramirim. Enquanto as famílias não forem realocadas, vamos continuar pagando o aluguel social", destaca o diretor da Defesa Civil.

A Defesa Civil do Estado divulgou nesta sexta-feira que serão entregues seis casas para os moradores que perderam tudo. "Serão casas modulares que já são utilizadas pela Defesa Civil", destaca o órgão.

Números

  • 50 casas desinterditadas;
  • 8 residências ainda interditadas;
  • 10 casas destruídas;
    Total: 68 moradias atingidas.

Andamento das obras

Segundo informações da Defesa Civil de Santa Catarina, até o momento foi realizado o trabalho de limpeza da vegetação na parte superior com o objetivo de verificar o sistema de drenagem, realizar o dimensionamento do projeto e instalação do muro de contenção.

Já na parte inferior, foram retirados os escombros e o material que cedeu durante o deslizamento de terra. De acordo com o órgão, esta atividade é realizada para preparar o terreno que vai receber o muro de contenção que fará a estabilização do talude inferior e da pista da SC-108 que permanece interditada.

Caso não ocorram situações que atrapalhem as atividades, a exemplo de fortes chuvas, a previsão de conclusão é de aproximadamente 75 dias.

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger