Até esta sexta-feira (22), o governo federal deve publicar em diário oficial o reconhecimento do estado de emergência do município de Guaramirim.

Com a publicação, a Prefeitura vai poder pedir à Caixa Econômica Federal a liberação do Fundo de Garantia (FGTS) para os moradores atingidos pelo deslizamento no bairro Vila Freitas.

A informação é do prefeito de Guaramirim, Luís Chiodini (PP), que esteve em Brasília nesta semana, participando de reunião com representantes do Ministério da Infraestrutura e da Defesa Civil federal.

A confirmação da publicação, até no máximo na sexta-feira, veio da assessoria de gabinete da Defesa Civil, informa Chiodini, durante reunião nesta terça-feira (19).

“Após publicado no diário oficial, nós vamos encaminhar à subintendência da Caixa, para que sejam registradas as áreas, não só vila Freitas, outras áreas indicadas pelos bombeiros, para que as pessoas afetadas por questões de deslizamento de pedras, barro, etc, possam fazer sua retirada”, anuncia o prefeito.

A Prefeitura de Guaramirim irá informar aos munícipes quando poderão procurar a Caixa Econômica para fazer o pedido de retirada.

O prefeito diz que somente poderá estimar um prazo para a liberação do FGTS depois de entrar em contato com o órgão, informando a situação do município.

O deslizamento, na madrugada de 18 de fevereiro, atingiu principalmente a Vila Freitas e Morro do Schmidt, onde 68 famílias foram diretamente atingidas com a perda total de suas casas ou com a interdição das residências devido aos riscos avaliados pela Defesa Civil.

As chuvas também atingiram outras regiões. Em todo o município foram 300 famílias atingidas.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?