O presidente da Câmara de Vereadores de Florianópolis, Guilherme Pereira (MDB), transferiu para este sábado (21) a sessão extraordinária que irá votar, e provavelmente aprovar, o Projeto de lei 17.484/18 que autoriza a prefeitura da Capital a contratar Organizações Sociais (OS) para realizar a gestão de serviços de saúde e educação. Conforme antecipado pelo OCP NEWS Florianópolis, havia divergências entre os vereadores sobre o encerramento do prazo para a entrega dos pareceres das 7 comissões temáticas. Até o início da tarde desta sexta-feira (20), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) sequer havia sido convocada para discutir o tema. Após conversas internas e discussões, prevaleceu a tese que o sábado (21) é o prazo final, uma vez que a última sessão foi realizada na quarta-feira (18). Por ser sessão extraordinária, só haverá a discussão deste projeto. Por ter a maioria de 16 votos do plenário de 23 vereadores, e a expectativa da base governista é de aprovação do Creche e Saúde Já. Nesta sexta-feira, apesar da transferência da sessão já ter sido anunciada, os servidores municipais em greve voltaram a ocupar a entrada da Câmara de Vereadores e anunciavam, pelo carro de som estacionado ao lado do Legislativo, que a mobilização se repetirá. "Amanhã vai ser maior", gritavam, referindo-se a sessão deste sábado.