Comissão especial se reuniu pela primeira vez na tarde de quarta-feira (20) | Foto Édio Hélio Ramos/CMF
Comissão especial se reuniu pela primeira vez na tarde de quarta-feira (20) | Foto Édio Hélio Ramos/CMF

A primeira reunião de trabalho da CPE dos Apagões foi realizada nesta quarta-feira (20) na Câmara de Vereadores, antes da suspensão de atividades por conta de infiltrações no prédio que afetaram o sistema elétrico. O objetivo da CPE é apurar e fiscalizar as constantes quedas de energia na Capital, além dos problemas relatados por moradores de cobranças abusivas.

O presidente da Comissão, vereador Gabrielzinho (PSB), explicou que até agora a Celesc não deu explicações sobre os apagões e nem sobre as tarifas com valores excessivos: “Só o nosso gabinete recebeu mais de mil reclamações em relação a tarifa, enquanto a Celesc fala em 1.200 casos no Estado inteiro. A Câmara é o elo entre os munícipes e o poder público, por isso vamos investigar e cobrar respostas”, afirma.

A CPE dos Apagões criou dois canais de comunicação para que os moradores de Florianópolis façam denúncias dos problemas que têm enfrentado com as quedas constantes de energia ou com o valor da conta de luz.

Para cadastrar sua denúncia, clique no link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSd17AO4P9goD78rQ9ZA2RmeIT8iqv2TAE70Dvupg58dxiN6Xg/viewform?usp=sf_link

É um formulário de contato que permite subir também imagens que reforcem a denúncia.

Outra opção é enviar o seu relato pelo email denunciacpedosapagoes@gmail.com, anexando também imagens das últimas três contas de luz para demonstrar o aumento abusivo ou relatando os prejuízos gerados pelas quedas de energia.

O vereador Pedrão (PP), que é membro da Comissão reiterou que a sua própria conta de luz estava com valor três vezes acima: “Essa CPE pode se transformar em uma CPI, para investigar além dos pontos já discutidos, as instalações em locais irregulares, as ligações clandestinas e os relógios que são distribuídos de forma ilegal. Floripa precisa dessa investigação” - completou. Também integram a CPE os vereadores Jeferson Backer (PSDB), que é o relator, Dalmo Meneses (PSD) e Tiago Silva (PMDB).

Os encaminhamentos para a próxima reunião foram convites aos Procons estadual e municipal, para esclarecimentos sobre número de denúncias e dados precisos da investigação. Os dados devem ser um ponto de partida para a etapa seguinte, os questionamentos junto à Celesc para que a empresa fornecedora do serviço esclareça o que está levando aos problemas relatados.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?