Índio (direita) ao lado do prefeito Mário Hildebrandt (esquerda) | Foto Divulgação/Prefeitura de Blumenau
Índio (direita) ao lado do prefeito Mário Hildebrandt (esquerda) | Foto Divulgação/Prefeitura de Blumenau

Nascido em São Geraldo de Araguaia, no Pará, Leandro Rodrigues da Silva, 30 anos, conhecido como “Índio” em virtude da sua origem, foi efetivado oficialmente neste sábado (23) como intendente distrital da Vila Itoupava, em cerimônia que reuniu diversas autoridades municipais. Ele vinha ocupando o cargo interinamente desde o afastamento, no fim do ano passado, do então intendente Erno Bublitz que luta para se recuperar de uma grave queda.

Formado em administração pública na Escola Superior de Administração e Gerência (Esag), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Índio chegou a Blumenau em 2013. Desde então, atuou em diversos cargos na Prefeitura, entre os quais as diretorias gerais das secretarias da Saúde, de Gestão Governamental e de Comunicação Social, além da diretoria de Controle Interno, vinculada ao Gabinete do Prefeito.

Apesar de ter nascido a milhares de quilômetros do distrito mais alemão de Blumenau, ele trata a Vila Itoupava como a sua casa e desperta o carinho da comunidade local, que tem lhe ensinado palavras e frases no idioma germânico.

Em sua cerimônia de posse, diversas benfeitorias foram anunciadas para a região, como a duplicação do número de postes para reforço da iluminação da serra da Vila Itoupava, para aumentar a segurança de quem trafega pelo local; a ampliação da iluminação na rua Artur Hertel, considerado um importante corredor turístico; e a expansão da rede de água nas ruas Sarmento e Braço do Sul. Também será criado um comitê de ex-intendentes para o compartilhamento de experiências e melhoria da gestão na Intendência Distrital.

Cerimônia de posse neste sábado (23) | Foto OCP News Vale Europeu

Confira a entrevista completa

Como você conheceu a Vila Itoupava e de onde nasceu essa paixão pelos assuntos relacionados ao Distrito?
Conheci a Vila Itoupava por intermédio do meu amigo Jean Havenstein, que era chefe de gabinete do ex-prefeito Napoleão Bernardes e nascido aqui. Vim a primeira vez para o Distrito em 2014, em atividade profissional, na época em que atuava como diretor-geral da Secretaria Municipal de Gestão Governamental. Me identifiquei e sempre voltei, nunca mais perdi o vínculo.

Nesse tempo em que participa efetivamente da vida comunitária, quais as principais características dos vilanenses?
O senso crítico, a capacidade de trabalho e, principalmente, o orgulho de suas raízes e tradições. É um povo que tem uma bela história, que precisa sempre de valorização e de medidas que possibilitem sua preservação para as demais gerações.

O blumenauense tem um carinho especial pela Vila Itoupava. Na sua opinião, quais são os principais atrativos da região?
Temos muitos atrativos, especialmente os recursos naturais e o conjunto arquitetônico na técnica enxaimel. Sempre sugiro aos amigos que venham conhecer nossos premiados restaurantes de comida típica, os pesque-pagues do interior do Distrito e a rota da caminhada cultural e ecológica pela rua Sarmento. Sugiro também que conheçam a Igreja Luterana da Itoupava Rega, uma bela construção tombada pelo patrimônio histórico estadual, e dois conjuntos arquitetônicos que impressionam pela beleza: da Família Danker, na rua Sarmento, e da família Zimdars, na Itoupava Rega.

Nesses cinco anos de relação com a Vila Itoupava, quais palavras em alemão já consegue falar?
Já estou aprendendo os cumprimentos básicos e compreendendo outras palavras. A própria comunidade diariamente me ensina palavras e expressões para facilitar a comunicação. Ich liebe Vila Itoupava (eu amo a Vila Itoupava)! Danke (obrigado).

Já participou de alguma festa de Rei?
Sim, participei de várias da Sociedade Serrinha, da qual sou sócio desde 2016. Agora, naturalmente aumentam os convites para participar das festas das demais sociedades. É sempre uma alegria ver a preservação da tradição, e também uma oportunidade de conversarmos com as comunidades.

Quais avanços a Vila Itoupava teve nos últimos cinco anos?
O trabalho iniciado no governo do ex-prefeito Napoleão Bernardes, com a criação de um comitê para planejar, estruturar e buscar recursos para obras estratégicas na Vila Itoupava, tem surtido efeito. As mudanças estruturais e institucionais têm sido profundas. O prefeito Mário Hildebrandt está consolidando este processo, e se destaca por sua presença maciça na vida comunitária do Distrito e com a especial atenção a nossas demandas. Ele já nos disse várias vezes que tem intenção de morar aqui no futuro, e muitas vezes fala isso em alemão nas rodas de conversa no interior. Isso conquista os moradores e mostra o quanto ele ama esta localidade. Nossas ações são voltadas para o futuro, com obras que deixem legados e gerem um novo ciclo de desenvolvimento.

Você atualmente preside o Conselho de Desenvolvimento da Vila Itoupava (Comdevi). Quais são as prioridades indicadas?
O conselho tem atuado em medidas estratégicas, saindo do patamar de discutir somente manutenção de ruas e roçadas, buscando entender o que realmente é desenvolvimento: investimento em pessoas, valorização da importância dos empresários e infraestrututura adequada. O foco de integrar o turismo nesta discussão é essencial, pois para trazermos os turistas, antes precisamos deixar os moradores satisfeitos, buscando melhorias que atendam a ambos.

E o que a comunidade pode esperar para este biênio completo do governo Mário Hildebrandt?
Muito trabalho e comprometimento com a Vila Itoupava. Assumo a Intendência com o compromisso de união, mantendo os compromissos do meu amigo Erno Bublitz, que está em tratamento e em breve vai estar totalmente recuperado, junto de nós. Enquanto isso, seguiremos atuando com muito diálogo, pois não temos tempo para brigas políticas ou partidárias. A comunidade espera que juntos possamos criar as convergências necessárias para que se conquiste ainda mais obras, investimentos e projetos que beneficiem as pessoas que moram aqui.

Quer receber as notícias no WhatsApp?