A votação do relatório do processo do segundo pedido de impeachment do governador Carlos Moisés da Silva (PSL) e da vice-governadora Daniela Reinehr (sem partido), relacionado à compra de 200 respiradores mecânicos e à instalação de um hospital de campanha em Itajaí, será feita nesta terça-feira (13), a partir das 9h.

 

 

O relator do texto, o deputado Valdir Cobalchini (MDB), entregou uma síntese do relatório aos integrantes da comissão na quinta-feira (8) e deu um prazo de 48 horas para apresentação de eventuais sugestões.

 

Construção coletiva

De acordo com Cobalchini, a entrega da síntese não é prevista no Regimento Interno da Assembleia Legislativa de Santa Catarina. “Mas, desde o inicio, me propus que fizéssemos uma construção coletiva do relatório. São informações confidenciais, sigilosas”, comentou. O texto, segundo ele, contém apenas as linhas gerais da análise, sendo que a introdução e o voto ainda precisam ser redigidos.

O relator destacou que a comissão não tem poder de julgar o governador e a vice-governadora. “Estamos apenas fazendo uma análise do que consta dos autos. O julgamento não é essa comissão que faz. Aqui decidiremos pelo arquivamento ou pela continuidade do processo. Não terá nenhuma palavra conclusiva sobre estabelecer culpados ou não. O Tribunal Misto é quem julgará, se o processo continuar”, destacou.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp