A reunião da manhã desta terça-feira, da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), teve como destaque a admissão de dois projetos de leis (PLs) voltados à retomada do funcionamento no estado de novos serviços e atividades atualmente interrompidos em função da Covid-19.

O primeiro deles, PL 135/2020, de autoria do deputado Sargento Lima (PSL), ao qual foi apensado o PL 161/2020, dos deputados, Jerry Comper e Luiz Fernando Vampiro, ambos do MDB, reconhece o transporte coletivo urbano municipal e intermunicipal de passageiros como essenciais para população, mesmo durante a vigência da pandemia.

Pelo projeto, a Secretaria Estadual de Saúde, ou órgão competente, ficará responsável por determinar as medidas de segurança, sanitárias e epidemiológicas que deverão ser adotadas pelos prestadores dos serviços.

O acatamento da matéria teve por base o parecer favorável do deputado Fabiano da Luz (PT).

“Santa Catarina é o único estado hoje em que o transporte coletivo está proibido e com a volta do funcionamento da indústria e do comércio, muitas pessoas estão com dificuldade para se locomover”, argumentou.