“Em vez do Ministério da Educação motivar o município que tem uma evolução na performance educacional, pelo contrário, quando você atinge as metas, não pode mais participar do programa”, disse Mattei
“Em vez do Ministério da Educação motivar o município que tem uma evolução na performance educacional, pelo contrário, quando você atinge as metas, não pode mais participar do programa”, disse Mattei

A Comissão de Educação da CVJ (Câmara de Vereadores de Joinville) vai cobrar mudanças nas regras do programa “Mais Educação”, do governo Federal. Joinville foi excluída da ação que distribui recursos ainda no ano passado. Segundo o presidente da comissão, Roque Mattei (MDB), a cidade foi penalizada por estar acima da média nas avaliações do Ministério da Educação.

“Em vez do Ministério da Educação motivar o município que tem uma evolução na performance educacional, pelo contrário, quando você atinge as metas, não pode mais participar do programa”, disse Mattei na sessão desta quarta (13).

Na primeira reunião da comissão, nesta quarta, ele propôs uma moção ao governo federal.

“O primeiro ato da Comissão da Educação será encaminhar um documento para que se reverta essa forma de distribuir recursos brasil afora”, disse o vereador.

Na sessão de ontem, Ana Rita Negrini Hermes (Pros) também cobrou recursos para a educação de Joinville.

Saiba mais | Mais Educação

O Programa Mais Educação tem foco na melhoria da aprendizagem de língua portuguesa e matemática por meio da ampliação da jornada de cinco a quinze horas no turno e contraturno escolar.

*Com informações do departamento de jornalismo da CVJ

Quer receber as notícias no WhatsApp?