Moradores, empresários e lideranças políticas se reuniram exatamente às 18h01 de quarta-feira (8) na rua Carlos Oeschler, no bairro Ilha da Figueira, para cobrar agilidade e maior atenção às obras do trecho interditado da SC-108, em Guaramirim.

O movimento “Todos pela SC-108” foi criado por profissionais liberais da região após mais um adiamento no prazo de entrega da recuperação da rodovia, previsto agora para o dia 31 de março.

Na manifestação, o grupo responsável apresentou os fundamentos do abaixo-assinado organizado, que deve ser entregue ao Governo Estadual no dia 18 de fevereiro, quando o deslizamento de terra no local completa um ano.

Algumas assinaturas também foram coletadas e uma petição online está ativa para quem tem interesse em contribuir com a causa.

"A nossa motivação para criar o movimento é o atraso nas obras e a falta de retorno em relação à recuperação das ruas no entorno da rodovia, que estão servindo como desvio e recebendo um grande fluxo de veículos, o que está piorando muito as condições dessas vias", explica o presidente da OAB de Jaraguá do Sul - 23ª Subseção e um dos organizadores da ação, Gustavo Pacher.

A rua Carlos Oeschler, onde aconteceu o protesto, é uma das vias que mais está recebendo a demanda de trânsito da 108.

Foto Fábio Junkes/OCP News

O casal Delmar Alberto Dalpiaz e Ceoneia Cristina Dalpiaz mora há 16 anos no local e sofre diariamente com o trânsito intenso.

"A situação está insuportável. Quando tem sol não conseguimos deixar a casa aberta por causa da poeira e quando chove, é a lama que atrapalha", relata Ceoneia.

A via que era asfaltada já está com os paralelepípedos aparentes devido ao alto tráfego de veículos leves e pesados. "Antes era muito tranquilo, agora tem barulho o dia todo", observa Delmar.

Foto Fábio Junkes/OCP News

Os prefeitos de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli, de Guaramirim, Luis Chiodini, e de Massaranduba, Armindo Tassi, estiveram presentes na manifestação. Lunelli destaca que o comércio, o transporte e os moradores de Jaraguá e Guaramirim estão sendo prejudicados com a demora nas obras.

"Não podemos ficar esperando. É uma obra emergencial, 90 dias depois do ocorrido deveria ter sido concluída", aponta.

Segundo Pacher, o grupo de profissionais e apoiadores só irá encerrar o movimento "Todos pela SC-108" quando as obras forem finalizadas.

Trânsito deve ser liberado na semana que vem

Ao ser questionada sobre a manifestação na SC-108, a Defesa Civil de Santa Catarina emitiu uma nota oficial comunicando que o a partir da próxima terça-feira (14), o trânsito na rodovia, entre Jaraguá do Sul e Guaramirim, será liberado para todos os tipos de veículos (leves e pesados), em ambos os sentidos.

"Com as intervenções já realizadas no trecho, atingiu-se um nível de segurança que permite a liberação do trânsito até a conclusão dos trabalhos, de forma controlada e monitorada", diz o órgão.

A medida tem caráter provisório e é sujeita à alteração. Quando houver a constatação de índices pluviométricos elevados na localidade, o trânsito poderá ser fechado. Assim como em futuras intervenções necessárias.

Conforme a Defesa Civil, um desvio sobre o aterro à margem da rodovia será construído para garantir a liberação de duas faixas de rolagem. A faixa asfáltica na borda do deslizamento permanecerá interditada.

Linha do tempo

18 de fevereiro: fortes chuvas provocaram o desmoronamento de um trecho da rodovia SC-108, na localidade de Vila Freitas, em Guaramirim, gerando a interdição da pista e destruindo diversas residências localizadas naquela região. O deslizamento atingiu 12 casas e destruiu seis. Mais de 60 imóveis precisaram ser interditados nas proximidades.

19 de fevereiro: Prefeitura de Guaramirim decreta de situação de emergência

3 de abril: situação de emergência publicada no Diário Oficial da União

24 de abril: Ministério do Desenvolvimento Regional confirma repasse de R$ 3,5 milhões para obras de recuperação

12 de agosto: ordem de serviço da obra assinada durante a visita do governador Carlos Moisés (PSL) na região de Jaraguá do Sul

14 de agosto: obras são iniciadas com previsão de 90 dias para entrega

12 de novembro: primeiro prazo de entrega é prorrogado para 27 de dezembro

2 de janeiro de 2020: obra prorrogada para mais 95 dias, previsão para 31 de março