A Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação de Guaramirim, em parceria com o governo federal, informa que está com vagas abertas para cadastramento das famílias interessadas em conquistar a casa própria.

Cerca de 100 apartamentos ainda estão disponíveis, dentro do programa federal de habitação Minha Casa, Minha Vida, de Guaramirim. As unidades estão localizadas nos condomínios Nova Guaramirim e Guará, ambos no bairro Corticeira.

A gerente de Habitação Patrícia Varela da Silva, informa que o programa está em sua fase final, mas ainda é possível se cadastrar para tentar uma das vagas disponíveis.

Para participar do programa é necessário fazer parte do cadastro único do governo federal e algumas regras devem ser seguidas para ser contemplado com uma residência.

“A família não pode receber mais que R$ 1,8 mil, deve comprovar residência em Guaramirim de pelo menos 12 meses, não possuir imóvel próprio ou financiamento imobiliário. Lembramos que não devem ter propriedades ou financiamento em qualquer parte do país”, informa a gerente.

Aos interessados, é necessário comparecer na Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação com todos os documentos solicitados e fazer o cadastro único.

“O cadastro único não serve apenas para conseguir habitação, mas para receber benefícios ou fazer parte dos programas do governo federal”, ressalta Patrícia.

Para estar apto a receber a residência, o munícipe após fazer o cadastro técnico, terá seus dados analisados por critérios federais e por técnicos da União. A previsão de entrega de todas as 500 unidades em construção é para o fim deste ano.

Veja quais são os documentos para o cadastro:

Responsável pela Unidade Familiar:

  • Título de Eleitor;
  • CPF.

Responsável pela Família Indígena:

  • Título de Eleitor; ou
  • CPF; ou
  • Outros documentos de identificação, como Certidão de Casamento, Carteira de Identidade (RG) e Carteira de Trabalho;
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI).

Responsável pela Família Quilombola:

  • CPF; ou
  • Outros documentos de identificação, como Certidão de Casamento, Carteira de Identidade (RG) e Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor.

Demais pessoas da família:

  • Título de Eleitor.
  • Carteira de Trabalho; ou
  • Carteira de Identidade (RG); ou
  • CPF; ou
  • Certidão de Casamento; ou
  • Certidão de Nascimento.

Documentos não obrigatórios mas que ajudam no cadastramento:

  • Comprovante de matrícula escolar das crianças e jovens até 17 anos. Se não tiver comprovante, leve o nome da escola de cada criança ou jovem;
  • Comprovante de endereço, de preferência a conta de luz.