A Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul deve protocolar na quinta-feira (21) a decisão sobre a continuidade ou arquivamento do caso do vereador Isair (Dico) Moser (PSDB). Em setembro do ano passado, o Ministério Público enviou denúncia à Casa contra o vereador, por suspeita de nepotismo.

O presidente da Mesa, Marcelindo Gruner (PTB) diz que o parecer do jurídico da Câmara, feito a pedido da Mesa, já foi recebido. Na análise, o jurídico considerou a denúncia e a defesa, apresentada por Moser no fim do ano passado.

Nesta quarta-feira (20) a Mesa se reúne para decidir se a Casa arquiva a denúncia ou se dá continuidade ao processo, mas a decisão somente será protocolada na quinta-feira, diz Gruner.

Ele prefere não adiantar o conteúdo do parecer, já que a decisão final será de todos os membros da Mesa. Embora faça parte do colegiado, Moser não irá participar da decisão sobre o caso. Os demais membros são Celestino Klinkoski (PP) e Eugênio Juraszek (PP).

Em meados de 20 de setembro de 2018, a Promotoria de Moralidade Administrativa encaminhou à Câmara de Vereadores e aos presidentes dos partidos com assento na Casa parte do inquérito que investiga, entre outros, suposto nepotismo praticado por Isair Moser.

Para o Ministério Público, as diligências do inquérito, que contaram com apoio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas), não deixariam dúvidas da prática de nepotismo, envolvendo o vereador e a sua companheira, que ocupava cargo comissionado na Prefeitura. O vereador nega a acusação, e diz que sua companheira já fazia parte de gestões anteriores.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?