A Câmara de Jaraguá do Sul aprovou em sessão plenária na quinta-feira (25) o Projeto de Lei 06/2021 que institui no Município a campanha Janeiro Branco que tem como objetivo de chamar a atenção da sociedade para a saúde mental e emocional.

O projeto é de autoria da vereadora Nina Santin Camello (PP) e será encaminhado agora para a sansão do Prefeito Antídio Lunelli (MDB).

O adoecimento mental ou emocional é uma realidade presente na vida de muitas pessoas adultas e idosas, alcançando também crianças e jovens.

E, considerando o aumento de casos de depressão, ansiedade, fobias, pânico e até agressividade e desrespeito, a criação da campanha “Janeiro Branco” proporcionará atenção especial ao tema, estabelecendo diretrizes das ações informativas e preventivas, buscando a conscientização de toda sociedade.

De acordo com o projeto, a campanha tem como principais objetivos Investir na qualidade de vida das pessoas; Esclarecer à sociedade sobre a importância da saúde mental e emocional; e combater o crescimento de transtornos de ansiedade, transtornos depressivos suicídios e uso de álcool e outras drogas.

Divulgação

O projeto ainda propõe para o município a divulgação da importância da reflexão sobre a saúde mental e a saúde emocional de cada cidadão, sobre sua qualidade de vida e sobre a qualidade emocional das suas relações, estimulando a discussão a respeito da saúde mental.

Promover discussões, palestras, debates e iniciativas, convocando toda a sociedade a exercitar a cidadania em prol das questões relativas a saúde mental através de ações que destaquem o uso simbólico da cor branca, para referenciar a campanha.

Além de incluir nos eventos, ações e atividades que forem realizadas no decorrer do mês da campanha, informações e mensagens de conscientização e prevenção ao adoecimento psíquico, para que o indivíduo possa identificar possíveis sofrimentos emocionais e/ou psíquicos e buscar o devido tratamento o mais breve possível;

A campanha Janeiro Branco existe desde 2014 e utiliza o mês de janeiro como marco simbólico para chamar atenção dos indivíduos quanto ao estado de saúde mental.

O mês de janeiro foi estabelecido como referência porque, no primeiro mês do ano, em termos simbólicos e culturais, as pessoas estão mais propensas a pensarem em suas vidas, em suas relações sociais, em suas condições de existência, em suas emoções e em seus sentidos existenciais. E, como em uma “folha ou em uma tela em branco”, todas as pessoas podem ser inspiradas a escreverem ou a reescreverem as suas próprias histórias de vida.

Destaca-se, finalmente, que as atividades da campanha Janeiro Branco podem ser realizadas durante todo o ano, sendo intensificadas no mês de janeiro, como forma de promover a campanha de conscientização para toda a comunidade.

*Com informações da assessoria de imprensa da vereadora Nina Camello