O Ministério da Saúde informou que as últimas 1.397 vagas do programa Mais Médicos já foram escolhidas por brasileiros formados no exterior. O prazo final para inscrição no site do programa se encerra nesta sexta (15), às 18h.

Estavam disponíveis 8.517 vagas em todo o país desde a saída dos médicos cubanos do programa.

O ministério divulgará, na próxima terça-feira (19), a lista completa com a localidade onde cada profissional formado no exterior trabalhará.

Os candidatos selecionados deverão se apresentar nas cidades escolhida até o dia 22 de fevereiro. Aqueles que não tiverem o Registro do Ministério da Saúde (RMS) realizarão um módulo de acolhimento, durante o qual assistirão aulas e serão avaliados pela coordenação nacional do programa.

De acordo com o ministério, com a manifestação de interesse por médicos brasileiros formados no país ou no exterior, não será necessário convocar profissionais estrangeiros para preencher as 8.517 vagas abertas após o fim da cooperação com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e a consequente saída do país dos médicos cubanos que atuavam no programa.

Bolsonaro elogia ministério

O presidente Jair Bolsonaro elogiou nesta quinta (14), em sua conta no Twitter, o trabalho do Ministério da Saúde no preenchimento das vagas do Mais Médicos.

“De forma irresponsável, Cuba suspendeu sua participação subitamente, colocando em xeque o caráter humanitário do acordo feito com o PT. Oferecemos asilo aos que cidadãos queriam ficar em nosso país. A esquerda mesmo assim poupou a ditadura e colocou na conta do novo Governo”, disse o presidente.

 

Agência Brasil

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?