Em um artigo publicado nesta quarta-feira (20) no jornal Valor Econômico, o presidente Jair Bolsonaro defende que a reforma da Previdência é o “carro-chefe” de seu governo e que pretende colocar “todo esforço para que seja concluída e aprovada quanto antes”.

Com o novo sistema de aposentadorias entrando em vigor, o presidente prevê um crescimento de 3,3% do PIB brasileiro em 2023.

Para Bolsonaro, o modelo atual da Previdência é o “ator principal desta telenovela chamada desequilíbrio fiscal, que custa ao país 800 bilhões de reais ao ano”.

“Se mantidas as regras [previdenciárias], estarão em risco não apenas as nossas aposentadorias, mas também a dos nossos filhos e netos. Sem a reforma, a saúde econômica se encaminhará rapidamente para a UTI da crise social, já vivida recentemente por muitos países”, aponta Bolsonaro no artigo.

 

“É nítido o grau de deterioração das contas públicas. Se a reforma não for aprovada agora, haverá uma completa exaustão da capacidade financeira, o que impedirá o governo de resolver as questões vitais da sociedade”, acrescenta.

O presidente ainda diz que a sociedade brasileira está mais madura sobre a questão previdenciária e que o novo sistema deve ser aprovado no Congresso.

Nesta quarta-feira (20) está previsto que Bolsonaro se reúna com ministros e auxiliares para bater o martelo sobre o projeto que muda as aposentadorias e reestrutura a carreira dos militares, no âmbito da reforma da Previdência. O governo prometeu entregar essa proposta ao Congresso até esta quarta.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?