Os mercados reagem fortemente ao pedido de demissão do ministro da Justiça, Sergio Moro, que em entrevista coletiva anunciou a saída do cargo acusando o presidente Jair Bolsonaro de tentar interferir na Polícia Federal. Por volta de 12h20, o Ibovespa – principal termômetro dos negócios na B3, a Bolsa brasileira – caía mais de 9%, em 72.081 pontos.

Durante o pronunciamento de Sergio Moro, em que o então ministro da Justiça e Segurança Pública anunciou sua saída do governo de Jair Bolsonaro, a cotação do dólar disparou. Às 11h30, a moeda norte-americana chegou a ser negociada a R$ 5,71. Esse valor é refere-se ao dólar comercial. Para quem compra moeda em corretoras de câmbio, para viajar por exemplo, o valor é bem mais alto.

Para a Exame o diretor da Mirae Asset, Pablo Spyer, disse que o anúncio pegou o mundo inteiro de surpresa. "Moro era um dos alicerces do governo. O aumento do CDS, a queda do Ibovespa e a alta do dólar mostram o desagrado do mercado."

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul