Técnicos da Secretaria de Educação do Estado estiveram nesta terça-feira (27) em Corupá, em uma visita técnica para avaliar a viabilidade da adição da biomassa de banana verde na merenda escolar dos alunos da rede pública estadual de ensino, em prática desde o ano passado em Corupá.

Os técnicos estiveram nas escolas e creches da cidade, na Prefeitura e na sede da cooperativa dos produtores. Se o teste apresentar resultados positivos e dentro das normas nacionais de distribuição de merenda escolar, o Estado deve iniciar a adição de biomassa da banana verde na merenda das escolas da região visando a expansão da prática para todo o Estado.

O anúncio foi feito pelo deputado estadual Vicente Caropreso (PSDB) na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). O parlamentar é autor de um projeto de lei, protocolado no ano passado na Alesc, que tem como objetivo a introdução da fruta na alimentação dos alunos da rede estadual de ensino.

“Uma alimentação saudável garantirá um maior rendimento escolar e mais qualidade de vida aos nossos estudantes que estão, na sua maioria, em fase de crescimento. Essa utilização é ainda mais adequada quando analisamos a alta produção de banana e de pescados em nosso estado” pontuou Caropreso.

Segundo o parlamentar, a biomassa de banana verde é rica em vitaminas C, B1 e B6, Betacaroteno e tem alto teor de fibras. Ela pode ser utilizada na produção de biscoitos, pães, vitaminas e em molhos.

Caropreso falou também sobre a questão econômica. “Em Santa Catarina temos 29,5 mil hectares de pés de banana. Na região norte a cadeia produtiva da bananicultura é formada por 1.758 famílias dos municípios de Araquari, Barra Velha, Corupá, Garuva, Guaramirim, Jaraguá do Sul, Joinville, Massaranduba, São Francisco do Sul, São João do Itaperiú e Schroeder”, lembrou o deputado.

Com informações da Agência Alesc.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger