As vias que compõem a Rota da Cachaça, em Luiz Alves, serão asfaltadas por meio de um investimento de R$ 3,3 milhões do Governo do Estado. A assinatura do convênio para a pavimentação ocorreu na manhã desta segunda-feira (21), em ato com a presença do governador Carlos Moisés.

Serão beneficiadas as ruas Vereador Otto Wruck, Fratelli Signorelli, Roberto Rech e a Estrada Geral Ribeirão do Bugre. Durante a visita a Luiz Alves, o governador foi ao bairro Francês, um dos que será contemplado com a chegada do asfalto e destacou que a pavimentação impulsionará o turismo e a produção regional.

“Essa obra de pavimentação vai beneficiar os produtores, reduzindo o seu custo logístico, e aqueles que visitam Luiz Alves e a Rota da Cachaça. É uma obra que vai trazer acessibilidade e segurança para todos. Queremos fazer isso em todas as regiões de Santa Catarina que possuam atrativos para os turistas. A infraestrutura atrai cada vez mais pessoas”, disse o governador.

Atualmente a Rota da Cachaça é composta por dez alambiques, espalhados pelo território municipal. O roteiro possui trechos sem pavimentação, inviabilizando a chegada dos turistas, dificultando o escoamento da produção de cachaça e comprometendo o desenvolvimento do roteiro turístico e econômico.

Asfalto na porta de casa

A família Wruck produz cachaça em Luiz Alves desde 1938. Tudo começou com Otto Wruck, que leva o nome de uma das ruas que receberá asfalto por meio do convênio. O patriarca repassou o ofício ao filho Adolar, hoje com 78 anos, que conta com a ajuda de toda a família para tocar o negócio. Com uma produção média de dois mil litros por dia, Adolar vende cachaça para diversos estados brasileiros e também para a Alemanha.

O empresário explica que, além de ajudar no escoamento da produção, o asfalto trará mais qualidade de vida para a família, com o fim do barro e da poeira.

“Até parece mentira. Eu sempre falo que nós dependemos muito do turismo e, para isso, precisamos de infraestrutura. Isso é super importante e ficamos muito contentes com essa notícia”, diz Adolar Wruck.

Após a assinatura do convênio, caberá à prefeitura fazer a licitação das obras. Ao todo, cerca de cinco quilômetros serão pavimentados. O ato foi acompanhado pelo secretário de Estado da Infraestrutura, Thiago Vieira, pelo presidente interino da Santur, Renê Meseses, e pelos deputados Onir Mocellin, Ricardo Alba, Paulinha, Maurício Eskudlark e Vicente Caropreso.

“Hoje foi um dia histórico para a população de 13.107 mil habitantes de Luiz Alves, que testemunhou a assinatura do convênio de R$ 3,3 milhões do Governo do Estado para a pavimentação das vias que integram a Rota da Cachaça”, comemorou a deputada Ana Paula da Silva, membro da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, que ajudou na busca pelos dos recursos.

Deputada Paulinha | Foto: Divulgação

Capital da Cachaça

Luiz Alves é considerada a Capital Catarinense da Cachaça. Os produtos do município são comercializados em diversas regiões do país e até mesmo exportados.

Segundo o prefeito Marcos Pedro Veber, Luiz Alves hoje é uma referência para o setor, pois suas cachaças são sinônimo de destilado de qualidade. Ele destaca que o convênio assinado nesta segunda-feira é o maior da história do município.

“Hoje é um dia de muita alegria para o município de Luiz Alves. Recebemos o governador Carlos Moisés para assinar o maior repasse de recursos da história. Trata-se de um marco para o desenvolvimento turístico e econômico da nossa cidade. Teremos acesso pavimentado a todos os alambiques que fazem parte da Rota da Cachaça”, conta Veber.

 

Foto: Peterson Paul/Secom