A diplomação, que acontece nesta terça-feira (18) em Florianópolis, é o último ato da Justiça Eleitoral no processo eleitoral e atesta quem são, efetivamente, os eleitos e os suplentes com a entrega ou a disponibilização do diploma devidamente assinado.

Isso habilita os candidatos eleitos a assumirem e exercerem os respectivos mandatos eletivos.

Estreante na política, Fabio Schiochet, 30 anos, será diplomado para o cargo de deputado federal, na Câmara dos Deputados em Brasília.

Natural de Jaraguá do Sul, Schiochet é empresário do ramo de comércio varejista de combustível e tem ensino superior incompleto, na área de engenharia de produção e sistemas.

A sua participação na política começou em 2016, quando atuou na campanha de Jair Pedri (PSD) à Prefeitura de Jaraguá do Sul. Schiochet foi filiado ao PSD de 2017 a 2018, onde presidiu a juventude do partido. Em março deste ano, recebeu o convite do PSL para ser pré-candidato à Câmara Federal.

Filiado ao PSL, partido do governador e presidente eleitos, Carlos Moisés da Silva e Jair Bolsonaro, o eleito diz que deverá atuar de forma a apoiar as decisões do governo, sobretudo federal, em favor da população, com votação coerente e em busca de contribuir com o país e o estado.

A seguir, você confere a entrevista completa com o eleito Fabio Schiochet, que fala sobre suas prioridades e expectativas para o mandato.

O que o senhor acha ou como avalia o governador eleito Carlos Moisés da Silva (PSL)?

O nosso comandante Moisés tem tudo para fazer uma grande gestão no estado. As nomeações estão sendo feitas de forma pontual, e isso tem trazido muita expectativa e com toda certeza será superada ao longo do seu governo.

 

Tem a nossa total confiança e apoio para tomar as medidas que o estado necessita para diminuir gastos com a máquina pública, e aumentar os investimentos em áreas nevrálgicas do estado.

Como avalia as primeiras medidas do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL)?

O nosso capitão Bolsonaro tem formado um grande time que vai colocar o nosso Brasil novamente na rota do crescimento mundial. Aos poucos, o DNA de toda equipe do governo federal vai tomando corpo e tomando as medidas que são necessárias.

 

Bolsonaro tem falado muito no pacto federativo que é peça fundamental para que os municípios tenham mais recursos, além do combate severo à corrupção que tem atolado nosso país na lama.

 

Exemplos de medidas que serão, com toda certeza, cruciais para retomada do crescimento.

Qual será prioridade ou ação logo que assumir?

Preciso aos poucos entender os trâmites legislativos e me adaptar a minha nova casa de trabalho. A minha prioridade sempre será a população brasileira.

 

Por isso, preciso ajudar o nosso presidente com aprovação de leis, medidas, que devem ser tomadas e aprovadas na Câmara Federal, e também trazer recursos e contribuir para a gestão do nosso governador Moisés.

Não apenas este será seu primeiro cargo público como também será um de grande responsabilidade, na Câmara Federal. Qual a expectativa?

Como falei anteriormente, encarei essa missão com o objetivo de contribuir com meu país e meu estado. As minhas votações na Câmara Federal serão coerentes e sempre de acordo com os interesses da população, e pensando nas futuras gerações.

 

Minha expectativa se baseia na mesma expectativa que o povo brasileiro tanto necessita, exemplo: acabar com a corrupção, diminuir os gastos públicos desnecessários, enxugamento da máquina pública, pacto federativo, sempre defender a família, além de outras bandeiras que vamos lutar ao longo do mandato.

Como tem se preparado para assumir a cadeira?

Tenho ficado muito nos últimos 40 dias na capital federal, estudando muito o regimento e como funcionam os trâmites lá.

 

O maior aprendizado vem no dia a dia que terei a partir do próximo ano.  Me sinto totalmente preparado para representar bem Santa Catarina.

Sua equipe já está formada? Quem serão seus assessores?

Minha equipe está em processo de formação. Estamos montando com pessoas da minha confiança e técnicas para exercer um ótimo mandato e dar respostas aos catarinenses.

Como pretende lidar com os auxílios, benefícios e os demais recursos disponíveis como deputado federal?

Não sou contra alguns benefícios que são necessários para dar suporte aos parlamentares. Agora sou totalmente contra os excessos e exageros que temos visto.

 

Minhas atitudes sempre serão pautadas na redução dos gastos públicos desnecessários, agora, o que for necessário para realização de um bom trabalho e que dê respostas e retorno à população, tem meu apoio.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?