Apuração dos votos em Santa Catarina pode atrasar, informa TRE-SC

Fila no período matutino no Colégio Getúlio Vargas, Saco dos Limões, na Capital Foto: Solon Soares/Agência AL

Por: Elisângela Pezzutti

02/10/2022 - 16:10 - Atualizada em: 02/10/2022 - 16:23

O secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SC), Álvaro Sampaio Correa Neto, avaliou neste domingo (2) que o índice de substituição das urnas eletrônicas no estado está baixo em comparação às eleições municipais de 2020. Em relação às filas para votação, que em muitos lugares estariam demorando mais de uma hora, foram creditadas a um maior comparecimento dos eleitores e ao fato de algumas pessoas não terem levado sua cola com o número dos candidatos.

“Há uma questão do procedimento humano, são cinco votos, as pessoas podem estar levando mais tempo para votar”, acredita Álvaro Sampaio. Ele acrescenta que, em função das filas, as seções eleitorais só irão encerrar o processo das votações, depois das 17h, quando não houver mais ninguém para votar. “Podemos ter um atraso na apuração dos votos por conta disso, qualquer eleitor que chegar até às 17h na seção vai receber uma senha, depois que todas essas senhas forem atendidas, é que haverá o encerramento.”

Segundo o secretário, Santa Catarina historicamente consegue apurar todos os votos num período de três a quatro horas, mas devido às filas não há ainda como prever o horário do anúncio dos eleitos no estado. Ele também destacou a importância do aplicativo QRTot, desenvolvido pelo TRE/SC e o MPSC (Ministério Público), que, após o encerramento das eleições, poderá ser utilizado para acompanhar a apuração dos votos. O projeto pioneiro do TRE tem como finalidade utilizar a tecnologia para ampliar a confiança no processo eletrônico de votação e apuração das eleições.