Na sessão do dia 20 de março, o vereador Dinho da Rosa (MDB) usou a palavra em plenário na Câmara de Vereadores para criticar os imigrantes haitianos e senegaleses que vendem produtos de forma irregular nas ruas de Canasvieiras. Na época, o clima entre os estrangeiros e os comerciantes do balneário era de animosidade e foi preciso a intervenção da Polícia Militar para que a situação não se agravasse. Receoso com a presença dos ambulantes, Dinho disparou: “Eu tenho medo porque eles são treinados para a violência”. A frase provocou polêmica e reação dos imigrantes, que ocuparam a galeria da Câmara Municipal na sessão da última quarta-feira. Portanto cartazes, em português claro, eles exigiam respeito. Frases como “queremos trabalhar com segurança”, ”basta de discriminação” foram expostas aos vereadores. Dinho pediu a palavra para se explicar. “Não vou retirar o que falei antes até porque está gravado, mas acho que eles merecem respeito, precisam de trabalho e dignidade”. O vereador, porém, deixou claro sua posição contrária a atuação dos imigrantes de forma irregular em Canasvieiras. “A lei é para todos”, afirmou.