O novo presidente da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul, José de Ávila (SDD), afirma que o acordo feito por ele com a oposição no fim do ano passado para formação da nova Mesa Diretora só lhe dá direito de indicar o assessor da presidência. O restante dos cargos comissionados já teria sido dividido entre João Fiamoncini (PT), Jair Pedri (PSDB), Jeferson Oliveira (PSD), Arlindo Rincos (PP) e Jocimar Lima (PSDC) e só serão nomeados após o dia 25. João Fiamoncini adianta que a jornalista Carolina Tomaselli assumirá a Diretoria de Comunicação, cargo que ocupou até janeiro de 2014. “E com a decisão da Natália (Petry) de chamar os aprovados no concurso, perdi duas vagas que não eram de chefia”, diz o parlamentar. Pela divisão, Jair Pedri deve indicar o novo diretor jurídico e Arlindo Rincos o diretor administrativo. Além desses, ainda ficarão vagos os cargos de diretor geral, assessor de atos legislativos e assessor de comissões. Jeferson Oliveira afirma que o grupo deve se reunir nos próximos dias para bater o martelo sobre as nomeações, mas adianta que é favorável á troca de todas as vagas. “O certo é mudar tudo. Assim como a Natália fez quando assumiu, penso que nosso grupo deve fazer”. Na manhã de ontem, a bancada de oposição se reuniu para discutir a decisão da ex-presidente, Natália Petry (PMDB), de chamar seis aprovados no concurso, seguindo uma determinação antiga do Tribunal de Contas do Estado. Segundo Jeferson, o entendimento é de que a medida de Natália foi legal. “Não há o que fazer, o próprio Tribunal de Contas solicitava essa adequação. No meu entendimento foi tudo dentro da legalidade”.