A Justiça atendeu pedido de bloqueio de bens do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaraguá do Sul (Sinsep), feito pelo Ministério Público em ação que pedia o retorno imediato dos servidores enquanto a greve esteve em vigência. Conforme a decisão, o sindicato foi intimado pela Justiça em 30 de março para o retorno dos grevistas, sob pena de multa diária no valor de R$ 50 mil. Considerando que a decisão judicial não foi cumprida, a Justiça deferiu o bloqueio de bens – até o valor limite de R$ 200 mil. A conta da entidade foi bloqueada e houve o repasse de cerca de R$ 12,6 mil ao processo, que continua tramitando. O presidente do Sinsep, Luiz Cezar Schorner, explica que, com o repasse, a conta da entidade já foi liberada. Ele também reforça que o processo continua em julgamento, podendo haver até a revisão do pagamento de multa, podendo ser menor ou até mesmo dispensada, dependendo da decisão da Justiça.