Até dezembro deste ano a Prefeitura de Jaraguá do Sul espera concluir a abertura da Rua Bernardo Werner Grubba Junior, fechando o acesso da Avenida Waldemar Grubba (BR-280) à Expedicionário Fidélis Stinghen, no bairro Centenário.

 

 

A medida faz parte do acordo entre a Prefeitura e a empresa Rumo ALL para que o Município pudesse liberar o acesso do novo viaduto ao bairro pela Rua Benildo Zamin, que passa sobre a linha do trem.

De acordo com regras da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), não é permitido abrir passagens de nível – que passam pela linha férrea – em locais onde já exista uma passagem a menos de 1.500 metros de distância.

A Rua Benildo Zamin fica a cerca de 230 metros de distância da Expedicionário Fidélis Stinghen, por isso, para que a primeira pudesse ser aberta, a segunda será fechada.

No entanto, o fechamento só irá ocorrer quando o prolongamento da Rua Bernardo Werner Grubba Junior estiver concluído.

A via, paralela à linha do trem, vai cruzar a Fidélis Stinghen, chegando até a rotatória próxima ao posto de gasolina, no limite entre Jaraguá do Sul e Guaramirim.

Com a conclusão da obra, o acesso ao bairro será feito pela rua Germano Wagner, por onde a rotatória passa.

Para a proprietária de loja de roupas Marli Pereira Telles, a principal preocupação dos moradores e comerciantes era de que o acesso pela Fidélis fosse fechado e nenhum outro fosse construído.

Comerciante, ela defende que o ideal seria manter a Fidélis aberta já que a rua conta com grande fluxo de pessoas que procuram evitar passar pelo viaduto. Porém, a abertura da nova rua lateral é uma alternativa que pode diminuir o impacto para o bairro.

Trâmite

O diretor do Instituto Jourdan Otoniel da Silva, informa que a obra já está licitada e que o Município aguarda a finalização dos trâmites de indenização dos terrenos, por onde a rua irá passar.

A expectativa é que a obra esteja pronta até dezembro. Será investido cerca de R$ 1,7 milhão, recurso que vem do Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento), da Caixa Econômica Federal.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger