Cerca de 30 mil catarinenses estão se preparando para votar nas eleições do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Na próxima semana, mais de dois mil alunos e funcionários ajudarão a escolher o novo(a) reitor(a) da esfera estadual e os diretores-gerais dos câmpus Rau e Centro.

As eleições acontecem no dia 13 e ascendem uma luz importante na busca de implementar o regime democrático de escolha dos diretores. O atual diretor-geral do IFSC-Centro, Jaison da Maia, destaca que essa votação gera um movimento interno dos alunos se envolverem com política.

"Eles [alunos] vivem nesse ambiente e têm um contato próximo com os candidatos. Isso faz com que o aluno se aproxime dessa realidade", diz.

Jaison percebe o quanto os alunos querem participar deste momento, tirando temas do plano de gestão dos candidatos e discutindo se aquilo é realmente viável. Para Jaison, isso, sem dúvidas, enriquece a instituição.

O atual diretor-geral do IFSC-Rau Eduardo Evangelista, destaca que é um momento de discussão importante para criar cidadania, despertando o sentimento de democracia e cobrança. Mas ele alerta para um ponto fundamental: todos precisam ajudar e torcer para o diretor-geral, pois é o cargo que precisa ter mais sucesso na instituição.

"Depois do dia 13 de novembro, todos estarão trabalhando juntos, diferente da política nacional ou regional. Quem vai estar ajudando a colocar a instituição para frente, é o colega que concorreu contigo", enfatiza.

Renovação apartidária

Os dois atuais diretores-gerais em Jaraguá do Sul poderiam tentar a reeleição, porém, ambos decidiram não concorrer. Jaison conta que o IFSC sempre esteve um passo a frente em escolher seus comandantes por meio do voto da comunidade acadêmica e não por uma escolha política.

Jaison (E) e Eduardo acreditam na importância da renovação de gestão | Foto Gustavo Luzzani/OCP News

Ele também afirma que é preciso renovar o comandado da instituição, trazendo novas ideias e não deixando o diretor-geral se acomodar no cargo.

"Quando tu vira gestor, acaba vendo a instituição de outra perspectiva. Essa mudança faz bem para todos", frisa, deixando as portas abertas para voltar ao cargo no futuro.

Candidatos

Câmpus Jaraguá do Sul-Centro
- José Roberto Machado (professor de geografia)
- Elson Quil Cardozo (professor de matemática)

Câmpus Jaraguá do Sul-Rau
- Délcio Luís Demarchi (professor de mecânica)
- Gelson Ulbricht (professor de matemática)

Eleições nas escolas estaduais

A Lei de Gestão Democrática nas Escolas, sancionada em 25 de julho de 2014, surgiu para os gestores escolares não serem mais cargos políticos. E, no fim de outubro, pela segunda vez desde a década de 1990, as escolas estaduais de Jaraguá do Sul tiveram suas eleições.

Segundo o gerente da educação de Jaraguá do Sul, Fernando Alflen, das 29 escolas que tiveram eleições este ano na região, sete terão novos diretores a partir do dia 2 de janeiro. Porém, ele afirma que a votação é para plano de gestão, e não direção.

"O plano é formado por ações e metas e se precisar trocar o diretor, o plano continua. A comunidade sempre precisa estar atenta a isso", destaca.

Fernando explica que as pessoas que votaram foram os professores, os alunos a partir do 6º ano e dois responsáveis pelos estudantes até 17 anos. Para o gerente regional, é fundamental para o aluno fazer parte do processo democrático, conhecendo as defesas dos candidatos e discutindo com os colegas e a família.

Alflen destaca a importância de inserir os jovens no regime democrático | Foto Arquivo OCP News

De acordo com Alflen, tudo que o diretor colocou no seu plano de gestão será analisado anualmente, para conferir se ele cumpriu os objetivos propostos e verificando o que impediu ele de realizar algo. Por último, o gerente regional enfatiza a importância da democracia na comunidade.

"Muitas escolas são o centro da comunidade, moldando a questão da educação, saúde, esporte, e parte social do bairro. É importante que as pessoas escolham o gestor dessa instituição", diz.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger