Nesta segunda-feira (10), um novo pedido de impeachment do governador Carlos Moisés (PSL) - incluindo a vice Daniela Reihner (sem partido) - foi protocolado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc).

No documento de 98 páginas, os denunciantes, além de citarem a equiparação salarial dos procuradores do Estado com os procuradores da Assembleia, medida suspensa pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) em maio deste ano, também apontam a aquisição dos 200 respiradores artificiais com pagamento antecipado de R$ 33 milhões.

O texto também faz referência à contratação do hospital de campanha em Itajaí, que acabou sendo cancelada. Ao todo, 16 pessoas assinam o documento.

Na Alesc, ainda tramitam outros dois pedidos de afastamento do governador. Um deles, de autoria do defensor público Ralf Zimmer Junior, já foi aceito pela presidência; o outro, apresentado pelo deputado Ivan Naatz (PL), depende da manifestação da procuradoria da Assembleia.

Quem assina o documento:

  • Adauto Beckhauser
  • Anselmo Cerello
  • Beatriz Campos Kowalski
  • Bruno de Oliveira Carreirão
  • Carlos Alberto Vieira
  • Dulcianne Beckhauser Borchardt
  • Fernando de Mello Vianna
  • Filipe Henrique Brolese
  • Gabrielle Beckhauser Rodriguez
  • Helio Cesar Bairros
  • Ivo Borchardt
  • José Marciel Neis
  • Josue Ledra Leite
  • Leonardo Borchardt
  • Marcelo Batista de Sousa
  • Nilton Silva Pacheco

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul