Símbolos do projeto de descentralização administrativa adotado pelo Executivo na década de 2000, as agências de desenvolvimento regional (ADRs), antigas secretarias de desenvolvimento regional (SDRs), serão extintas, caso a reforma administrativa proposta pelo governador Carlos Moisés da Silva (PSL) seja aprovada pela Assembleia.

O objetivo do governo, conforme Moisés, é utilizar as associações de municípios na execução dos serviços que eram desempenhados pelas agências.

 

O governador ressaltou que muitas das atribuições das agências poderão ser desempenhadas por meio de parcerias entre o Estado e as 21 associações de municípios.

“Nós temos vários projetos nesse sentido, na educação, na saúde. Na área da infraestrutura, por exemplo, nós queremos agregar servidores para trabalhar com as 21 associações de municípios. Os prefeitos receberam muito bem essa ideia”, declarou Moisés.

O presidente da Assembleia afirmou que os deputados já vão trabalhar com a proposta da reforma.

“A reforma vai merecer da Assembleia uma análise criteriosa. O nosso papel é aprovar tudo o que for bom para Santa Catarina, modificar o que precisa ser melhorado e rejeitar aquilo que não for bom para o Estado”, lembrou Julio Garcia.

 

* Com informações da Agência Alesc

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?