O pré-candidato à presidência do Brasil, Jair Bolsonaro, defendeu o fim da paralisação nacional dos caminhoneiros em entrevista à Folha de São Paulo divulgada nesta terça-feira (29). Para ele, o movimento está inflando uma "situação de caos que não é interessante" para os brasileiros.

Bolsonaro, que é militar e defende a presença de militares no poder, contestou os pedidos de intervenção militar que ganharam força nos últimos dias. "Se for para os militares voltarem, que seja pelo voto porque aí terá legitimidade", defende.

Durante a entrevista, o deputado comentou que, se ele estivesse na presidência, a paralisação não teria acontecido. "Acompanho o movimento dos caminhoneiros há dois anos", garante.

Ele finaliza dando um recado aos manifestantes. "A corda esticou e vamos todos perder", afirma. "O que o caminhoneiro ganhar com o diesel vai perder com a inflação", completa.

Quer receber as notícias no WhatsApp?

Região de Jaraguá do Sul - Clique aqui

Região de Joinville - Clique aqui

Região de Florianópolis - Clique aqui