Nos dois primeiros dias de cadastramento biométrico no Cartório Eleitoral de Jaraguá do Sul, em torno de 150 eleitores tiveram as informações digitalizadas dentro do novo sistema da Justiça Eleitoral. O atendimento começou na última quinta-feira (28) e é voltado apenas para quem precisar alterar dados, transferir ou retirar o primeiro título. O coordenador do cartório em Jaraguá do Sul, Eduardo Arbigaus, ressalta que não haverá obrigatoriedade no cadastro para as eleições municipais deste ano. “A biometria veio para a cidade e não vai sair mais, mas não há necessidade dos eleitores buscarem o cadastramento porque não teremos condições de atender a todos agora”, explica. A 87ª Zona Eleitoral, que compreende os 110 mil eleitores do município mais dez mil de Corupá, recebeu 15 conjuntos de equipamentos para efetuar o cadastro. No momento há cinco funcionários para o atendimento, que ocorre de segunda a sexta-feira das 12 às 19h. Além dos documentos pessoais do eleitor, também é coletada assinatura eletrônica, foto e são escaneadas as digitais de todos os dedos. O novo título emitido sinaliza que o cidadão passou pelo cadastramento. As novidades surpreenderam o jovem Uelinton Martins Cavalheiro, que participará da primeira eleição. “Achei legal essa identificação usando a tecnologia”, disse. A eleição nesses dois municípios será mista, com identificações biométricas e também de forma tradicional na urna eletrônica. O documento com foto deverá ser obrigatório para todos em 2016.