Houve tempo – talvez ainda haja – em que as pessoas tinham verdadeiro orgulho de começar e terminar sua carreira na mesma empresa. Alguns, inclusive, ganhavam um sugestivo relógio como presente e homenagem. Por outro lado, comparava-se aquele cidadão que não parava em nenhum emprego com a pedra do ditado, aquela que muito rola e não cria limo.

Dê o play para ouvir!