Morte de professora da rede municipal de Guaramirim causa comoção nas redes sociais

Foto: Reprodução Redes Sociais

Por: Claudio Costa

15/06/2022 - 09:06 - Atualizada em: 15/06/2022 - 09:50

A Prefeitura de Guaramirim comunicou, na manhã desta quarta-feira (15), a morte da servidora Elaine Amaral Sevignani, de 30 anos.

A professora da rede municipal sofreu uma embolia pulmonar. Elaine era casada e tinha um filho de menos de um mês.

“Elaine era professora na rede municipal e sua partida deixa um legado de carinho e dedicação à educação de nossas crianças. A Prefeitura se solidariza e manifesta pesar a familiares e amigos pela perda precoce”, lamentou a nota.

A morte dela causou uma grande comoção nas redes sociais. Amigos e colegas de trabalho escreveram mensagens para externar a perda da professora.

Hoje, a Escola Heitor da Silva amanheceu triste. Nossa colega de trabalho, a professora Elaine Amaral Sevignani, nos deixou. Com pesar, comunicamos o falecimento. A professora Elaine ficou mamãe a menos dois meses. Infelizmente, ela teve uma embolia pulmonar e veio a óbito essa noite. Fica aqui os nosso sinceros sentimentos de pesar. Que Deus conforte os corações dos familiares e amigos”, escreveu Jandira Coelho.

“Viver é sempre dizer aos outros o quanto eles são importantes, porque um dia eles se vão e ficamos com a nítida impressão de que não amamos o suficiente. Mas você amou… amou a vida, amava os gatos, seu trabalho, estava feliz em ter seu sonho realizado. Era uma menina feliz, irradiante, meiga, gentil, digo menina porque lhe vi crescer e hoje será muito difícil para mim se despedir de ti. Desejo que sua alma esteja em descanso no lugar mais lindo que possa existir. Fique em paz e espero que um dia possamos nos reencontrar”, ressaltou Joe Weidner.

A embolia pulmonar é uma doença que se dá pelo entupimento de uma ou mais artérias do pulmão.

O problema é causado por um coágulo que bloqueia a passagem de sangue pela artéria.

Geralmente, esse coágulo é formado em outras partes do corpo e acaba parando no pulmão.

A professora está sendo valada na Capela Mortuária União, em frente ao Cemitério Municipal de Corupá.