Segundo os resultados divulgado pela ANVISA no mais recente Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos, baseado em 4616 amostras de 14 tipos de agricultura diferentes, 23% das amostras foram consideradas insatisfatórias, pois ultrapassavam o limite máximo de resíduos de agrotóxicos. Isto significa que foram cerca de 1060 amostras de alimentos com índice de agrotóxicos superiores aos permitidos.

O número de amostras insatisfatórias espantou os pesquisadores, que consideram 23% uma porcentagem muito alta e perigosa.

Sem falar no uso errado: em 20% das amostras surgiram pesticidas que não são autorizadas para aquele cultivo específico. Pesquisas feitas já ligaram os agrotóxicos a maior risco de câncer, disfunções hormonais, doenças cardíacas, entre muitos outros problemas de saúde.

Para minimizar os riscos, a fiscalização precisa ser contundente. Incentivo ao uso de produtos naturais e, em casa capricho na limpeza dos produtos e preferência por produtos orgânicos.

Confira a tabela dos alimentos campeões em agrotóxicos:

Foto divulgação/Anvisa