Um grande ou pequeno jardim merecem um planejamento de acordo com o espaço disponível. O primeiro passo é criar um caminho com pisantes que podem ser de madeira, pedras ornamentais ou mesmo placas cimentícias, que podem receber iluminação de led ou alguns pontos de luz, com o auxílio de balizadores, buscando destacar os aspectos do projeto arquitetônico residencial ou comercial. Que além de conectar as partes do projeto, cria um caminho e deixa o jardim mais fluído.

A área externa pode ser usada à noite, e deixar a edificação muito mais charmosa depois do pôr do sol. Além de trazer segurança e vigilância natural, as luzes instaladas no chão valorizam a beleza das plantas. Dando preferência às lâmpadas de LED, que além de econômicas não esquentam e não prejudicam as plantas.

Foto Divulgação/Eixo 11

Os espaços menores devem ter plantas pequenas como buxinhos, mini palmeiras, jardins verticais e também plantas em vasos. A beleza do projeto paisagístico fica por conta de utilizar plantas onde suas folhas tenham diferentes tonalidades, lembrando de dispor de no mínimo três plantas de cada tipo, e deixá-las próximas para criar uma unidade, e sempre colocar da mais baixa para a mais alta, afim de que o seu olhar consiga comtemplar todo o conjunto.

Um dos destaques de um projeto paisagístico é utilização de pedras de diferentes tonalidades bem como cascalhos de madeira, como forração das plantas e tapetes de pedras, podendo criar desenhos em harmonia com o espaço existente.

Foto Divulgação/Eixo 11

Pequenas ou grandes fontes também podem ser utilizadas em varandas ou áreas abertas porque criam um elemento de destaque e deixam o ambiente mais fresco. É importante lembrar de instalar uma bomba para manter a movimentação e oxigenação da água.

Uma boa opção é usar de plantas aquáticas para maior embelezamento do ambiente, como a Flor de Lótus que além de muito bonita, no oriente significa paz espiritual.

Foto Divulgação/Eixo 11

Em conjunto com as plantas e iluminação, o mobiliário externo aproxima os usuários/moradores da natureza, que podem relaxar e apreciar o jardim. Uma sugestão são os mobiliários externos de corda náutica que além de bonitos e contemporâneos, são resistentes à chuva e ao sol. Dentre os móveis externos estão: sofás, mesas, cadeiras e balanças suspensas.

Dica: O sucesso de um projeto arquitetônico e paisagístico depende da correta observação da topografia do imóvel, a vegetação do entorno e principalmente o caminho do sol, e qual o dialogo desejado entre a obra arquitetônica e a área externa, para que o conjunto final traga uma sensação de liberdade e bem-estar.

Artigo escrito pelas arquitetas e urbanistas Jeanita Bonato (CAU/SC A135996-7) e Mariana Silva (CAU/SC 199214-7).

-

Onde encontrar a Eixo 11: rua Pres. Juscelino, 45, Ed. Ana Isabel, sala 02, Centro de Jaraguá do Sul • (47) 3370-0070 • 9 9942-6030 | FacebookInstagram