A neuromodulação é um tratamento médico realizado por meio da aplicação de estímulos eletromagnéticos, o qual busca reequilibrar o cérebro e, em consequência, as funções do corpo. Esta tecnologia, através de campos eletromagnéticos, permite modular a atividade eletro metabólica das células e, assim, atuar no Sistema Nervoso Central (cérebro e medula) e no Sistema Nervoso Periférico (nervos periféricos), promovendo respostas sistêmicas no corpo todo.

O cérebro é um supercomputador que "conduz" a máquina do corpo quase perfeitamente, mantendo-o saudável e eficiente, isso ocorre através do controle do sistema nervoso. De acordo com a nutróloga, Dra. Cristiane Molon, quando um estímulo estressor é muito intenso ou prolongado ao longo do tempo, ou quando se somam um ao outro, a capacidade de adaptação do organismo fica comprometida, surgindo as doenças que podem ser vistas como resultado de uma desorganização desse sistema.

"O uso da tecnologia REAC atua nas situações adaptativas disfuncionais que surgiram em todo o corpo ao longo do tempo, promovendo a autocorreção e recuperação do controle neurológico tanto a nível psíquico quanto físico", explica a médica.

Ela ainda ressalta que o Sistema Nervoso Central e Periférico são os principais atores na interação do homem com o ambiente. Essa interação é constante por toda a vida e nos condiciona desde a vida uterina, quando o correto desenvolvimento neurológico e psíquico do embrião é condicionado epigeneticamente por fatores ambientais - em particular pela nutrição e pelo estado do estresse materno.

Segundo ela, as modificações epigenéticas condicionam a nossa sobrevivência e a nossa saúde. "A forma como fomos criados, o que acreditamos, como nos comportamos, assim como os fatores ambientais como nutrição, fatores psicossociais, substâncias químicas e estímulos físicos vão atuar sobre a epigenética - que está além dos gens -, podendo influenciá-los na expressão de doença ou de saúde."

Estudos têm demonstrado que os mecanismos epigenéticos influenciam e alteram de modo global os processos e a formação de neurônios e da plasticidade cerebral, agindo por consequência sobre as funções cerebrais. Em particular, esses processos afetam o córtex frontal e pré-frontal que desempenham um papel crucial nos processos cognitivos, nas decisões e nas ações.

A médica pontua ainda que o Sistema Nervoso Central controla todo organismo através de subsistemas: o Sistema Nervoso Autônomo, o Sistema Endócrino, o Sistema imunitário e o Sistema Neuromotor. Isso implica que os fatores epigenéticos influenciam o correto funcionamento do Sistema Nervoso e sobre outros órgãos e sistemas do organismo, determinando disfunções psico-emotivo-comportamentais, vegetativas, endócrinas, imunitárias e do controle do movimento.

"O mecanismo de ação da tecnologia REAC permite um complexo reequilíbrio dos neurotransmissores e das funções neurológicas e psíquicas alteradas, determinando uma progressiva otimização da resposta neurológica, psíquica e física", destaca a nutróloga.

Resultados do tratamento

Os protocolos terapêuticos com a tecnologia REAC no campo da neuromodulação, encontram a sua aplicação em diversas áreas da medicina, tendo em vista que o Sistema Nervoso Central e Periférico atuam sobre todos os órgãos e sistemas do nosso organismo:

  • Maior resistência ao stress;
  • Otimizar nosso sistema de defesa;
  • Melhorar nosso foco e concentração, e consequentemente, a aprendizagem;
  • Otimizar coordenação físico-motora;
  • Melhoria no condicionamento físico-esportivo e agilidade;
  • Otimizar capacidade de decisão e criatividade;
  • Auxílio no desempenho mental e cognitivo;
  • Otimizar funções neurológicas (em casos de pós AVC, doenças neurodegenerativas, paralisia facial, nevralgias);
  • Otimizar problemas posturais;
  • Alívio e redução de dores crônicas;
  • Otimizar a gestão neuro-muscular em atletas (estiramentos, contraturas, lesões musculares, tendinopatias e melhora da postura);
  • Auxílio na depressão, ansiedade, distimia, estresse pós-traumático e nas fobias;
  • Auxílio na reabilitação em diversas situações ortopédicas, reumatológicas, psiquiátricas e neurológicas;
  • Melhorar as desordens relacionadas ao estresse: alergias, dermatites, cefaleias, contraturas, tensões musculares, cansaço crônico;
  • Promover qualidade de vida.

"É um tratamento não invasivo, a aplicação é rápida e indolor, pode ser realizada tanto em crianças como em adultos", finaliza Dra. Cristiane.

Sobre a especialista

A Dra. Cristiane Molon (CRM-SC 11384 | RQE 10352) é nutróloga formada em medicina pela UFSC e pós graduada em prática ortomolecular e modulação hormonal, saúde da família, medicina estética e estudante de saúde quântica, programação neurolinguística e hipnose.