Foto por Piero Ragazzi/OCP News
Foto por Piero Ragazzi/OCP News

Determinada e apaixonada pelo que faz. Assim pode ser definida Natália Lúcia Petry, de 57 anos. Mulher de grande referência para Jaraguá do Sul. É professora e mãe do fisioterapeuta e atleta da liga de basquete Vinícius.

Já foi diretora, vereadora licenciada e hoje é secretária de Cultura, Esporte e Lazer do município. Mas, acima de tudo, é mulher forte e persistente.

Jaraguaense, filha de agricultores, conquistou muitos sonhos com muita luta. Se realizou na carreira e se tornou uma figura pública aos pouquinhos, sem perceber. Sempre teve espírito de liderança tomou a frente de projetos transformadores, em prol da comunidade.

Descobriu cedo o amor por lecionar. Aos 12 anos foi estudar em um convento, e aos 14 começou dar aulas para as séries iniciais. Mas aos 18 anos voltou para casa para ajudar a família.

Ingressou na faculdade em Joinville. Ela lembra que não havia linhas de ônibus e, nem mesmo, vans para levar os estudantes até a cidade vizinha. “Acordávamos cedo para ir até a rodovia pedir carona”, relembra.

E este não foi o único desafio da época. Para pagar as mensalidades, ela lecionava nos períodos vespertino e noturno, pois não havia bolsas de estudo ou financiamentos.

“Para ir trabalhar, também não haviam ônibus, então, ganhava tempo indo à pé pelo trilho do trem”, conta Natália.

Se formou pela Escola Superior de Educação Física, com pós-graduação em Treinamento Esportivo e Educação Psicomotora pela Ferj. Graduação que não demorou para render frutos. Passou em concursos para trabalhar na rede municipal e estadual.

Em 1990, a comunidade a elegeu como diretora da Escola Holando Marcellino Gonçalves, cargo que ocupou por 4 anos. Também foi diretora do CEJA (Centro de Educação de Jovens e Adultos) e do Colégio Alberto Bauer. Mais tarde assumiu outros cargos públicos em Jaraguá do Sul e no Estado.

Hoje, à frente da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), se sente desafiada e cheia de projetos para executar pela cidade que ama, afinal, ela mesma afirma: “atitude é a alma de tudo”.

Vida pública, exemplo de mulher

Foi reconhecida por diversos projetos voltados à comunidade, principalmente a idosos e mulheres.

“Meu ingresso na política foi um convite feito pelo partido, justamente pela minha trajetória profissional. Sempre me posicionei claramente nos temas afetos à comunidade, independente de ideologias partidárias ou interesses pessoais”, comenta.

Em 2004 passou a concorrer como vereadora, e nas eleições de 2008 foi a vereadora eleita mais votada, conquistando a reeleição nas campanhas de 2012 de 2016. Batalhou pela criação da Delegacia da Mulher e projetos para educar jovens e crianças na política.

Foto por Piero Ragazzi/OCP News

 

Foi presidente da Fundação Cultural, realizou a revitalização do Centro Histórico e contribuiu para a realização da primeira Feira do Livro e do Femusc. Como secretária de Assistência Social reativou o Centro de Convivência do Idoso e criou o Fundo Municipal do Idoso.

Foi presidente da Câmara de Vereadores em 2010 e 2015, e em 2018 assumiu a presidência da Fesporte (Federação Catarinense do Esporte), sendo a primeira mulher a dirigir a instituição.

Ainda à frente da Fesporte, recebeu o prêmio Destaque Esportivo – Padrão de Excelência, para as personalidades destaque no esporte e no jornalismo esportivo durante 2018.

Todas essas conquistas ela deve aos ensinamentos que recebeu dos pais ainda na infância, junto aos oito irmãos. “Vim de uma família de agricultores, onde todos trabalharam pesado desde cedo. Isso foi determinante para que eu conseguisse cumprir uma rotina movimentada durante toda a vida”, comenta orgulhosa.

  • Carreira: uma carreira sólida se constrói dentro da tua vocação. É preciso amar aquilo o que você faz
  • Família: a base de tudo. É meu alicerce
  • Lembrança: meus pais
  • Sonho: ver um mundo com menos desigualdade
  • Objetivo: deixar um legado para Jaraguá do Sul e para o Estado
  • Uma inspiração: meu filho Vinícius
  • Um lugar: minha casa
  • Um livro: Gestão Para um Mundo Melhor, de Elcio Anibal de Lucca
  • Um filme: O Homem Que Mudou o Jogo
  • Uma frase: “Escolha um trabalho que você ame e não terá de trabalhar um único dia de sua vida.” - Confúcio

O que é ser mulher? É ter jornada “múltipla” e conseguir dar conta do recado. Todas nós conseguimos fazer isso.