Algumas peças e acessórios do automóvel costumam receber muita atenção, outras, nem tanto. Muitos motoristas nem mesmo se atentam para a necessidade de trocar uma mangueira, por exemplo, um equipamento essencial, pois conduz água, óleo, ar e combustível.

Responsável por controlar a temperatura do motor do carro, o sistema de arrefecimento é formado por diversas peças que precisam de manutenção e atenção para que ele funcione da maneira correta. Entre essas peças estão as mangueiras, já que o rompimento delas é um dos causadores de superaquecimento do motor.

Foto Divulgação/Radiadores Güths

As mangueiras são flexíveis e compostas por borracha sintética altamente resistente a abrasão e óleo. No entanto, qualquer sinal de rachadura é motivo para troca. Caso haja vazamento, o veículo pode pegar fogo se a mangueira rompida for a de combustível. Os motivos para substituí-las são cortes na peça, vazamentos e o ressecamento.

Com 26 anos de história, a Radiadores Güths é referência no segmento. A empresa busca frequentemente tirar as principais dúvidas dos motoristas, incentivando e mostrando a importância da manutenção preventiva.

Qual o tempo certo para troca da mangueira?

Não é possível afirmar o tempo certo para efetuar a troca das mangueiras, pois os fabricantes não informam um prazo. Portanto, vai prevalecer a manutenção que é feita no carro.

Se o defeito não for vazamento ou ressecamento, a oxidação pode causar uma interrupção do fluxo dentro dela. Pode haver uma barreira interna que causa entupimento. Neste caso, se troca a mangueira inteira.

Como saber se é hora de substituir?

Caso a mangueira necessite ser trocada devido ao ressecamento, a constatação do problema ocorre visualmente, seja pelo proprietário, seja por um mecânico. O sinal mais comum é as pontas soltarem muitos fiapos do material interno, um alerta de que já está na hora de trocar e não se deve esperar abrir.

A vida útil da peça é prolongada de acordo com a manutenção de todo o sistema de arrefecimento, que inclui o uso de aditivos na água do radiador indicados pela montadora.

Quem deve fazer o serviço?

Ao constatar o problema na mangueira, o motorista não deve efetuar a substituição do produto em casa – o que era bem comum nos veículos mais antigos.

O correto é levar o automóvel até um mecânico. Isso porque o motor possui cada vez mais componentes e o vão está cada vez menor. Assim, há dificuldade de alcance à mangueira, exigindo um serviço especializado.

Além disso, muitos carros precisam passar por uma restauração do sistema de arrefecimento após a troca de peças, o que só pode ser feito em oficinas e autorizadas. Depois da troca, é executado um procedimento técnico para evitar bolhas, o que significa que não é só colocar a peça nova e ir embora.

Onde encontrar:

R. Bernardo Dornbusch, 1864, bairro Vila Lalau, em Jaraguá do Sul. Telefone: (47) 3371-6337 e WhatsApp 9 9215-5909. Acompanhe nas redes sociais: facebook e instagram.