Jovens escritores: nova geração promete transformar a cena literária de Jaraguá do Sul

Por: Maria Luiza Venturelli

30/05/2015 - 14:05

Incentivar a leitura e a cultura desde cedo é crucial para o futuro, tanto no desenvolvimento pessoal dos jovens quanto no enriquecimento cultural da sociedade. O exemplo de jovens autores de Jaraguá do Sul, como Laura Farias de Oliveira e Felipe da Rocha da Silva, ilustra de maneira inspiradora como esses incentivos podem moldar futuros brilhantes e criativos:

Livro publicado aos 10 anos de idade

Foto: Maria Luíza Venturelli/OCP News

Laura Farias de Oliveira, com apenas 13 anos, já se destaca como autora de “A Busca pelas Pulseiras”, o primeiro volume da série “Pulseiras do Universo”. O livro, escrito quando ela tinha 10 anos e lançado em julho de 2023, narra a jornada de Agatha e seus amigos para encontrar pulseiras mágicas capazes de salvar a galáxia.

Laura compartilha que a sensação de ter um livro publicado sendo tão jovem é incrível e muito gratificante. “Fico muito feliz em perceber que minhas ideias e personagens de magia e ação espacial se tornaram realidade e estão disponíveis para que outras pessoas possam conhecer e se divertir nessa aventura junto comigo. É um sonho realizado.”

A mensagem principal do livro é sobre a força da cooperação e perseverança. A jovem escritora diz que acredita que as pessoas podem fazer qualquer coisa se confiarem umas nas outras, nunca desistirem e trabalharem juntas, seja vivendo aventuras ou até mesmo salvando a galáxia inteira, como em “A Busca Pelas Pulseiras”.

Pensando no futuro, Laura planeja concluir sua trilogia e continuar no mundo da literatura. “Planejo terminar de escrever a trilogia ‘Pulseiras do Universo’ e, depois, gostaria de continuar participando desse mundo incrível da literatura, em que tudo é possível, basta imaginar e acreditar!”, comenta entusiasmada.

Laura também tem conselhos valiosos para outros jovens aspirantes a escritores: “Qualquer ideia que você possui é incrível e pode ser compartilhada com outras pessoas. Não desista, confie em si mesmo e viva sua própria aventura literária.”

Quando imagina o futuro literário de Jaraguá do Sul, ela é otimista, e explica que acredita que a cena literária do município vai continuar se desenvolvendo e ganhando novas obras e autores. “Gostaria de ter outras obras publicadas, contribuindo cada vez mais para a literatura da cidade”, finaliza.

Criatividade e maturidade literária

Foto: Arquivo Pessoal

Seguindo os mesmos passos de Laura, Felipe da Rocha da Silva, de 17 anos, já deixou sua marca no mundo literário ao lançar seu livro “As Aventuras de Sophie Bellator: Occulta Realm” aos 15 anos. Sua narrativa, rica em mistérios e fantasia, destaca não só a maturidade literária de Felipe, mas também sua criatividade ímpar.

Refletindo sobre a experiência como jovem escritor, o autor diz que a sensação é curiosa e recompensadora. “O que me alegra é a ideia de que, ao longo do dia, posso tocar pessoas com minhas histórias e fantasias. As jornadas são feitas para serem compartilhadas, e quando se escreve um livro, isso se torna algo muito maior do que si próprio”, explica.

A mensagem central que Felipe deseja transmitir através de seu livro é a de esperança e magia, mesmo em um mundo desafiador. “Acredito que o mundo já nos enche de tantas questões e dilemas sociais que alguém precisa contar um pouco sobre o outro lado, sobre esperança e seu valor, e sobre os sacrifícios que fazemos por amor”, diz.

Os planos do autor para o futuro são igualmente inspiradores e ambiciosos. Ele está atualmente trabalhando no segundo livro de sua série e tem planos de publicar mais dois volumes. Além de suas obras literárias, Felipe também se dedica ao teatro, escrevendo dramaturgias.

“Estou escrevendo o segundo livro da minha série de fantasias e planejo publicar mais dois livros dessa série. Também escrevo dramaturgias, tendo uma peça montada pelo Grupo Municipal de Teatro de Jaraguá do Sul”, revela.

Felipe aconselha jovens escritores a terem coragem e persistência. “Escrever nem sempre é um processo fácil. Muitas vezes é desgastante, mas o resultado final compensa tudo. Tenham coragem para escrever e força de vontade. Escrevam um pouco a cada dia, e não sejam tão críticos consigo mesmos.”

Sobre a cena literária futura de Jaraguá do Sul, o autor é igualmente positivo. “Vejo tranquilamente um cenário misto de digital e físico, mas com muita intensidade. Será surpreendente. Gosto de pensar que muitos outros livros serão publicados por jovens, e pensar que eu e outros jovens escritores possamos motivar essas pessoas é algo maravilhoso.”

Notícias no celular

Whatsapp

Maria Luiza Venturelli

Jornalista apaixonada por contar histórias inspiradoras, formada pela Faculdade Ielusc