Na última quarta-feira (7) aconteceu o lançamento do projeto "Solar do Bem", em Jaraguá do Sul. A ação é uma parceria entre as empresas UniSociesc, Weg e Topsun para a instalar painéis solares na escola Abdon Batista em Jaraguá do Sul.

Parte da cerimônia contou com uma fala de Daniel Castanho, presidente do conselho do Grupo Ânima - uma das empresas mais importantes no ramo da educação no Brasil.

Flavio Sartori e a Diretora do Abdon Batista, Yara abrindo a sala revitalizada pela primeira vez.

De acordo com o empresário, o Projeto Solar do Bem, bem como esta parceria, é uma atitude de "Empresas Universitárias", e é uma prática já muito recorrente nos principais polos empresariais do mundo como o Vale do Silício nos Estados Unidos.

"No Vale do Silício existe integração entre as escolas, empresas e o governo. Jaraguá do Sul pode ser o Vale do Silício do Brasil", ressaltou Castanho.

Além disso, Daniel salientou que acredita que a tecnologia vai mudar completamente a estrutura das escolas do mundo e que o papel dela será de incentivar a busca pelo conhecimento.

"A gente vai aprender de uma maneira diferente. Precisamos despertar a curiosidade nos alunos e o desejo de aprender", completou Castanho.

Nomes importantes do município

Giselle Domingos, Flavio Sartori, Antidio Lunelli e Ana Carolina Sarmento respectivamente

Além de Castanho, o evento contou com a presença do diretor regional da UniSociesc, Flavio Sartori, o prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli, a secretária de esporte, cultura e lazer, Natalia Petry e o gerente de fornecimento de energia solar da WEG, Harry Neto.

Flavio Sartori, Diretor Regional da UniSociesc

Em seu discurso, Flavio Sartori, ficou emocionado com a entrega do projeto à instituição de ensino público e salientou que a iniciativa é um passo para transformar a educação dos jovens jaraguaenses.

"A mudança é algo momentâneo e que pode ser desfeito, a proposta busca transformar. Mais do que adicionando elementos e alterando o espaço físico, ela promove a educação das pessoas", completou Flavio.

O Sr. Harry Schmelzer Neto, mencionou a importância de iniciativas que visam a educação sustentável. Sobre sua participação no projeto, mencionou que que foi gratificante, uma vez que em seu trabalho busca "ter uma causa além de ganhar dinheiro".

Harry Schmelzer Neto, gerente de fornecimento de energia solar da WEG

O prefeito, em entrevista ao OCP News, expressou felicidade com este momento de parceria. Além disso, ressaltou que estas iniciativas para dar "o que a população deseja e precisa" são muito benéficas e bem-vindas ao município.

"As empresas foram realmente inovadoras. Apoio integralmente estas iniciativas e estamos de braços abertos para mais ações como esta em nossa cidade", elogia Lunelli.

O prefeito Antidio Lunelli em conversa com Flavio Sartori

Sobre o projeto

Além das placas de energia solar, o "Solar do Bem", fez uma revitalização completa em uma das salas de aula da escola. Foram instalados equipamentos de última geração, bem como uma decoração jovial e com frases inspiradoras para os alunos e educadores que forem usufruir do espaço.

Também como parte do projeto, está em andamento a construção de um ginásio poliesportivo para os estudantes do colégio Abdon Batista.

Momento da revelação da placa do projeto Solar do Bem.